Carlos Alberto Torres cita crise no Botafogo em carta a torcedores



Torres tem apoiado o candidato Carlos Eduardo Pereira nas eleições do Botafogo

Capitão do Tri do Brasil em 1970 e um dos maiores ídolos do Botafogo, Carlos Alberto Torres enviou ontem uma carta a botafoguenses em que diz ter lançado mão de “relacionamentos internacionais” para buscar investimentos e parcerias para aliviar a crise financeira do clube e formar um grande time novamente. O Botafogo realiza sua eleição à presidente na próxima terça-feira, 25, e Torres tem apoiado o candidato Carlos Eduardo Pereira. Caso ele vença, o ídolo ganhará o cargo de “Ministro do Futebol” no clube carioca.

No mesmo caminho
Único candidato a se inscrever na eleição a presidente do Atlético Mineiro, que será realizada no próximo dia 2, o atual vice-presidente do clube, Daniel Nepomuceno, pretende manter o mesmo patamar de investimentos no futebol em seu provável mandato que o praticado por seu padrinho político, o atual presidente Alexandre Kalil. Para este ano, o orçamento do clube mineiro girou em torno de R$ 260 milhões.

Cadeiras cativas
Daniel Nepomuceno já sinalizou também que manterá os diretores de seis departamentos do clube mineiro: Rodolfo Gropen (Gestão), Lásaro Cândido Resende da Cunha (Jurídico), Carlos Fabel (Financeiro), Domênico Bhering (Comunicação) e Eduardo Maluf (Futebol).

Mal-humorado
Em meio à polêmica sobre a data de sua aposentadoria, o goleiro Rogério Ceni ficou entre as cinco últimas posições em um universo de 50 atletas de várias modalidades no quesito humor, sendo citado por apenas 8,5% dos 1 mil entrevistados. Por outro lado, obteve 40,6% ficando entre os 10 primeiros entre as personalidades mais influenciadoras ficando próximo a Neymar e Kaká. Os dados são do estudo N-Score, que é realizado pela Nielsen Sports para avaliar o potencial de marketing dos atletas.

Vendas em alta
Após um mês no mercado, já foram vendidos 14 mil produtos da parceria entre Corinthians e os personagens da série Os Simpsons. Segundo a Pro-Enter, responsável pelos acordos, apenas três das seis empresas licenciadas estão com itens sendo comercializados no Brasil atualmente. A explicação da demora para colocar os outros produtos à venda é que as companhias responsáveis são importadoras.

Mais interessados
O sucesso envolvendo Corinthians e Os Simpsons já despertou o interesse de outros clubes por parcerias semelhantes. Segundo Álvaro Penteado, diretor de licenciamento da Pro-Enter, a empresa foi procurada por vários times querendo aliar suas marcas a personagens de séries de TV só no último mês.

Meio de rede
O ex-jogador de vôlei Giovane Gávio tem se reunido com o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 para ocupar um cargo de gestão da modalidade até o evento. A ideia é que ele faça a intermediação entre a entidade organizadora e a Federação Internacional de Vôlei (FIV) para assuntos ligados a regras e a fórmula do campeonato que será adotada nos Jogos Rio 2016. O acordo entre o ex-atleta e o Comitê deve ser selado na próxima semana.

Pro buraco

Nos últimos meses, a insatisfação do São Paulo com a Penalty era pública.

Mesmo com contrato até 2015, falavam abertamente sobre rescisão do contrato e de negociações com concorrentes como Puma, Adidas e Under Armour.

Entretanto, no último dia 21, os presidentes Carlos M. Aidar (São Paulo) e Paulo R. Oliveira (Penalty), fizeram “as pazes” e anunciaram em evento no Morumbi o uniforme para 2015 e a última camisa a ser usada por Rogério Ceni.

Apesar do goleiro já ter dito que este seria seu último ano, a aposentadoria se tornou uma incógnita após as boas atuações e a vaga na Libertadores garantida.

Mas ontem a Penalty jogou a relação pra escanteio novamente ao aposentar o ídolo Tricolor em anúncio sem nem mesmo ter consultado o próprio goleiro.

De Letra

“Fico feliz com a afirmação do Manssur. Ele falou em 6 anos; já está contando com minha reeleição”

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, sobre a afirmação do conselheiro de oposição José Francisco Manssur publicada ontem nesta coluna.



  • DINHO FOGO ES

    CARLOS ALBERTO TORRES,SERIA O NOME CERTO PARA PRESIDENTE DO NOSSO QUERIDO BOTAFOGO. ESTE MAURICIO OMISSÃO E FLAMENGUISTA E DEVE SER EXPULSO DE GENERAL SEVERIANO.

  • ANTONIO CARLOS – CARANGOLA MG

    CARLOS ALBERTO E CARLOS EDUARDO PEREIRA, VIDA NOVA PARA O BOTAFOGO.

  • Todos que vierem para somar serão bem vindos, so serão descartados aqueles que fazem do botafogo um balcão de negociatas como os exemplos podres Rolim,palmerios,Augustos montinegros e muitos outros..tem os montes por lá so esperando a sua vez para tirar sua casquinha

  • Otaviano

    O Gonçalves também pode entrar nesta renovação. Chega de Montenegro e Cia, vamos fazer uma reciclagem geral no comando do Botafogo, colocando gente com mentalidade nova, que gostam de conquistarem TÍTULOS.

  • José Guilherme

    Precisamos de gente com mentalidade vencedora no nosso clube. Pessoas que estão lá a décadas no Botafogo e se apoderam do clube tal como fazem os políticos com o Estado brasileiro devem ser expulsas do clube a começar pelo atual presidente. Não deveriam ter direito sequer de frequentar o clube como sócios. Chega de Rolim, Montenegro, Assumpção e tantos outros !!

MaisRecentes

Ferj aguarda desfecho da temporada do Fla para alterar ou não tabela do Carioca



Continue Lendo

Cenário de definição dos próximos vices de Del Nero na CBF começa a se desenhar



Continue Lendo

Reunião no Vasco tem ameaça de Euriquinho, segundo Otto



Continue Lendo