Governo desiste de estudo sobre empresários no futebol brasileiro



Segundo Toninho Nascimento, estudo perdeu sentido após medida da Fifa

O governo federal desistiu de divulgar o estudo sobre a participação de empresários no futebol brasileiros que havia solicitado à Fundação Getúlio Vargas (FGV), em julho. Segundo Toninho Nascimento, secretário nacional de futebol do Ministério do Esporte, o levantamento deixou de ter relevância após a decisão da Fifa de proibir que fundos de investimentos e empresários tenham participação nos direitos econômicos de jogadores, medida que deve vigorar nos próximos anos.

Arriscado
Afastado das negociações sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE), o secretário do futebol, Toninho Nascimento, diz que o Bom Senso FC escolheu uma estratégia arriscada ao ficar sob as asas da Casa Civil e da Presidência. “Eles foram lá falar com o Otávio Leite (relator do projeto de lei)? Se não, não adianta. Pode chegar na Câmara e ser barrado”, disse Nascimento.

Sem luz
Um dos temas tratados no Encontro de Entidades de Futebol, ontem, em São Paulo, foi o calendário do futebol no país. Segundo um dos representantes, a Globo quer menos datas de estaduais, mas as federações estaduais não estão dispostas a abrirem mão da taxa de 5% cobrada em partidas organizadas pela entidade. Para os dirigentes presentes, não há sinal de solução para o problema.

Poder aquisitivo
Em outro momento, um dos dirigentes presentes disse ter ouvido do diretor da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto, que a emissora ‘só se importa com jogos de quarta e domingo’. Os jogos de fim de semana, ainda segundo o interlocutor de Campos Pinto, seriam de ‘segunda importância’ para a Globo por terem um público de menor poder aquisitivo comparado aos telespectadores das quartas-feiras.

Além do futebol
O atraso de salários no Botafogo tem atingido áreas além do departamento de futebol. O próprio técnico Vagner Mancini, que está há cinco meses sem receber, tem contribuído com cestas básicas para ajudar funcionários em pior situação financeira. Os atrasos para profissionais com carteira assinada (CLT) são de dois meses enquanto que pessoas jurídicas (PJ) os salários não caem há cinco meses.

Fato comum
Segundo a assessoria do Botafogo, a maioria dos 500 funcionários do clube estão com ganhos em dia e que atrasos têm ocorrido em outros clubes também. E que o fato de jogadores e funcionários ajudarem uns aos outros com cestas básicas é comum no futebol do país.

Bola em Harvard
Na próxima quinta-feira, 13, o futuro do futebol brasileiro será debatido em seminário na Universidade de Harvard, nos EUA, uma das mais conceituadas do mundo. O evento reunirá professores, alunos e pesquisadores da instituição para discutir as políticas públicas do esporte no Brasil e a participação da iniciativa privada na modalidade. Representando o país estará o advogado Pedro Trengrouse, especialista em direito esportivo e professor visitante de Harvard.

Conversa afiada

Dirigentes de federações ligadas ao futebol se encontraram em São Paulo, ontem, para um debate sobre os problemas do futebol nacional.

Apesar do tema sério, os presentes esbanjaram bom humor. Logo de início, o técnico Vagner Mancini falou, em alto e bom som:

– Vocês acham que os jogadores de hoje são comprometidos?

A roda de dirigentes respondeu quase em unísssono: Nem com eles mesmos!

Logo em seguida, foi a vez do Secretário Nacional do Futebol, Toninho Nascimento, fazer o seu comentário:

– A mídia adora elogiar a gestão mineira, mas não dizem que a dívida deles dobrou em dois anos.

O técnico botafoguense então retrucou:

– Quando treinei lá (2011) eram só R$ 25 milhões.

De Letra

O que é Bom Senso?

Rinaldo Martorelli, presidente da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf), ironizando o movimento dos jogadores.



MaisRecentes

Presidente eleito da Federação Mineira vê clubes de BH no mesmo nível de SP e RJ



Continue Lendo

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo