Presidência ‘toma as dores’ do Bom Senso e apresentará emenda própria para a LRFE



Antes de se encontrar com o Bom Senso na última quinta, a Casa Civil e a Presidência definiram, em reunião com o Ministério do Esporte, que a pauta da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte será atribuição do Planalto. Mais tarde, no encontro com dirigentes do Bom Senso, Mercandate e sua equipe concordaram com as propostas do grupo para a LRFE que teriam sido deixadas de lado pelos cartolas, como o teto de gastos com futebol e limite de reeleição de dirigentes.

Com a meta de aprovar a LRFE antes do fim do ano, Casa Civil e Planalto já discutiram com o Bom Senso quais seriam os caminhos jurídicos para colocar as demandas do grupo no projeto de lei e qual seria a estratégia de negociação no Congresso. O ministro Aloisio Mercadante se comprometeu a apresentar o “plano de ação” e o projeto de emenda à LRFE para o Bom Senso já na semana que vem.

Para passar sua versão da LRFE, o Planalto terá que negociar com os “pais” do projeto de lei: os deputados Otávio Leite (PSDB-RJ) e Vicente Cândido (PT-SP), que já tinham um acerto com o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN) para que a pauta entrasse em votação no Congresso.



MaisRecentes

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo

Fora de São Paulo, Paraná lidera número de visitantes na Arena Corinthians



Continue Lendo