Lusa disse ‘não’ para investidor do Audax



 

O presidente Ilídio Lico não aprovou a ajuda financeira de empresário do Audax.

Em péssima fase dentro e fora de campo, a Portuguesa foi procurada por Mário Teixeira, diretor do Bradesco e um dos investidores do Grêmio Osasco Audax para conversar sobre uma parceria. A ideia era criar a Lusa Audax, que teria o aporte financeiro da empresa para brigar contra o rebaixamento para a Série C do Brasileiro. De acordo com um notório torcedor da Lusa, o negócio não foi para frente por conta da mentalidade atrasada da diretoria, que não “abraçou uma ótima alternativa”.

Quórum
Mesmo conselheiros aliados ao presidente Carlos Miguel Aidar julgam impossível que uma reforma do Morumbi seja aprovada no Conselho enquanto Juvenal Juvêncio continuar em cena. Para ser votado, é necessário um quórum de 75% do conselho, e interlocutores calculam que o ex-presidente tenha cerca de 25% dos conselheiros ao seu lado. Na próxima reunião do CD, Aidar deve volta a falar sobre a reforma do estádio.

De perto 
O preparador físico Ricardo Rosa, que foi desligado do Santos na semana passada, irá fazer o acompanhamento de Neymar na Espanha. Rosa, que também já passou pelo Corinthians, vai atuar diretamente no dia a dia de treinamentos do craque, mas não será do staff do Barça. O pedido para a ida de Rosa partiu do próprio Neymar, que queria alguém de sua confiança para cuidar de sua condição física no exterior.

Dominação
Vice-líder da Série B, a Ponte Preta está perto de fechar um contrato de fornecimento de material esportivo com a Adidas. Ontem, o presidente Márcio Della Volpe se reuniu com executivos da empresa alemã para fecharem os últimos detalhes do negócio. Caso se concretize, o parceria só começa no fim de 2015, quando termina o contrato com a Pulse.

Em estudos
O Corinthians ainda não tem uma projeção do número de novos associados que poderá obter através da recente parceria com a Multiplus, cujos clientes que acumularem um determinado número de pontos poderão trocar por anuidade do programa de sócios-torcedores. Entretanto, o departamento de marketing do clube já estuda novos itens e serviços para serem oferecidos, como produtos licenciados

Outro lado
A Odebrecht afirma que o Fundo Arena irá negociar R$ 420 milhões dos CIDs sem nenhum deságio, diferente do que foi publicado nesta coluna ontem. No entanto, especialistas afirmam que é quase impossível que o fundo consiga o valor integral do incentivo. Explicam que a liberação do CID será parcelada em vários anos, e que se o fundo quiser antecipar essa receita no mercado, terá que diminuir o preço.

Invasão brazuca
Na onda de Flávio Augusto da Silva, que comprou o Orlando City (MLS), os investidores brasileiros Paulo Cesso, Ricardo Geromel e Rafael Bertani acabam de adquirir o Fort Lauderdale Strikes, da NASL, liga onde Pelé atuou quando jogava pelo New York Cosmos. O objetivo do trio é tornar o futebol popular no sul da Flórida.

TIMING

Bruno Caetano foi diretor do São Paulo na gestão de Juvenal e agora tenta ser Deputado Federal usando a imagem do clube.

É comum que cartolas utilizem sua fama com os torcedores para disputarem eleições. O caso mais recente é o de Andrés Sanchez (PT).

No São Paulo, o presidente Carlos Miguel Aidar deu seu apoio ao ex-rival Marco Aurélio Cunha.

Em pé de guerra com o atual presidente, Juvenal Juvêncio também tem o candidato de sua escolha: seu ex-diretor de comunicações, Bruno Caetano (PSDB).

O ex-dirigente, que trabalhou poucos meses no São Paulo no fim de 2013, enviou seu material de campanha para todos os associados do clube.

Talvez por um erro de “timing”, o flyer tem frases de apoio de dirigentes como Roberto Natel, Juvenal Juvêncio e… Carlos Miguel Aidar.

Considerado por seus inimigos como um diretor “ausente”, talvez Caetano não esteja ciente da crise que vive o São Paulo.

DE LETRA

“Ótima decisão da Fifa, e agora a Lei de Responsabilidade é ainda mais urgente”

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol, sobre a Fifa querer acabar com intermediários no futebol.

 



MaisRecentes

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Técnico brasileiro Milton Mendes renova mais alta licença da Uefa para técnicos



Continue Lendo