Chapas do Botafogo barram contratos



As chapas políticas do Botafogo não querem que a gestão do presidente Maurício Assumpção feche mais contratos com empresas até o fim de seu mandato.

As chapas que vão disputar a próxima eleição do Botafogo decidiram na segunda-feira que não vão reconhecer nenhum novo contrato assinado pela direção do clube que implique gastos ou antecipação de receita. A medida vale para os documentos assinados desde 23 de setembro, terça-feira. A comissão que reúne as chapas vão emitir um comunicado até amanhã com a decisão. O objetivo é alertar empresas a não assinarem com o clube na reta final do mandato do presidente Maurício Assumpção.

Investigação
Cansado de esperar que o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, atenda a seu pedido por mais informações sobre a venda de Neymar ao Barcelona, o pré-candidato Orlando Rollo viajou para a capital da Catalunha para buscar mais informações. Ontem, se reuniu com Marc Duch, presidente do grupo de oposição à atual gestão do clube. Rollo diz que Duch forneceu documentos reveladores sobre o negócio milionário que serão úteis no Brasil.

Bastilha
A Federação Nacional dos Atletas (Fenapaf) nunca teve uma boa convivência com o Bom Senso, que não vê seus interesses representados pelo sindicato. Mas o clima piorou depois que alguns líderes do Bom Senso foram pessoalmente ao presidente da Fenapaf, Rinaldo Martorelli, pedir uma cópia do estatuto da federação e ouviram um não. A Fenapaf não divulga seu estatuto pela internet.

Tartaruga
A Minas Arena, gestora do gestão do Mineirão, ainda contabiliza a depredação ao estádio no clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG, no último domingo, quando torcedores se enfrentaram nas arquibancadas. A Minas Arena, até o momento, contou cerca de 100 cadeiras destruídas pelas torcidas. O balanço final sai nos próximos dias.

Não perturbe
Alguns dos assuntos mais importantes do Corinthians, o fechamento de contratos para o estádio e as articulações para a próxima eleição estão parados desde julho. O motivo é a campanha de Andrés Sánchez à presidência. Enquanto o caudilho alvinegro não definir seu futuro, ninguém se mexe por medo de se indispor com ele. Só que as contas do estádio não esperam. A cada dia sem receita de camarote, naming rights o buraco aumenta.

Estilo Dunga
Depois que assumiu o cargo de técnico da Seleção Brasileira, Dunga reduziu o número de seus interlocutores. Alguns a quem o treinador até procurava com frequência foram deixados de lado. Essas pessoas, em tom de mágoa, que o treinador anda desconfiando de todos e de tudo, ao contrário da imagem tranquila que mostra na TV.

Apito
A CBF aguarda para os próximos dias os critérios da Fifa para definir o seu quadro de árbitros internacionais para 2015. Entre os critérios estão idade e desempenho técnico e físico. Com o documento, uma comissão de 45 membros de todo o Brasil irá indicar os nomes. Haverá de duas a quatro trocas. Estão abertas as vagas dos paulistas Paulo César de Oliveira e Wilson Seneme.

FAZENDO ÁGUA

 

Mesmo com o apoio de Mustafá Contursi, cacique político do Palmeiras, Paulo Nobre vê seu rival Wlademir Pescarmona crescer.

 

A popularidade do presidente Paulo Nobre, ainda o favorito na próxima eleição do Palmeiras, está derretendo diante dos vexames no futebol e do desequilíbrio nas finanças.

Nobre é criticado por comandar mal, não aceitar críticas e não dar satisfação aos associados.

O grupo Muda Palmeiras, de oposição, diz que tem uma pesquisa que atesta crescimento das chances de Wlademir Pescarmona, seu candidato.

Conselheiros de vários grupos pressionam Mustafá Contursi a sair candidato.O caudilho resiste, porque está tranquilo no comando do sindicato nacional de clubes.

E até ele está insatisfeito. Só apoia Nobre por não ver outra opção. A eleição acontecerá junto com a penúltima rodada do Brasileiro.



  • ROBERTO

    O NEYMAR IA SAIR DE GRAÇA NO FIM DE SEU CONTRATO

MaisRecentes

Promotor vê cessão de ingressos como incentivadora da violência das torcidas



Continue Lendo

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo