Em reunião com Aidar, oposição define apoio ao presidente



Principal grupo de oposição do São Paulo, o Clube da Fé se reuniu ontem com o presidente Carlos Miguel Aidar e seus líderes definiram que apoiarão o mandatário na guerra política contra o ex-presidente Juvenal Juvêncio. O grupo é o embrião da chapa de oposição derrotada por Aidar nas eleições de abril, a SPFC Forte, que fez forte críticas à gestão Juvenal Juvêncio durante o pleito.

– A questão é muito simples. As pessoas de importância no São Paulo tem que tomar um lado, e só existem dois possíveis: Aidar ou Juvenal. E enquanto o presidente for transparente, estaremos ao lado dele no Conselho – afirmou à De Prima Dorival Decoussau, conselheiro e membro do Clube da Fé presente na reunião.

O apoio da oposição representa para Aidar o voto de cerca de 60 conselheiros em um conselho de 240. Somados à parte da situação rachada que ficou ao seu lado, o atual presidente já consegue vislumbrar a possibilidade de ter apoio da maioria do Conselho Deliberativo, o que será crucial para aprovar o projeto de reforma do Morumbi.

Segundo Decoussau, Aidar falou por mais de uma hora sobre a situação financeira do São Paulo. Mostrou documentos da dívida bancária e fiscal, e prometeu transparência na condução do clube.

A próxima reunião do Conselho Deliberativo acontece dia 13 de outubro, e deve dar mais mostras de como as forças políticas vão se organizar dentro do São Paulo.



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo