Em reunião com Aidar, oposição define apoio ao presidente



Principal grupo de oposição do São Paulo, o Clube da Fé se reuniu ontem com o presidente Carlos Miguel Aidar e seus líderes definiram que apoiarão o mandatário na guerra política contra o ex-presidente Juvenal Juvêncio. O grupo é o embrião da chapa de oposição derrotada por Aidar nas eleições de abril, a SPFC Forte, que fez forte críticas à gestão Juvenal Juvêncio durante o pleito.

– A questão é muito simples. As pessoas de importância no São Paulo tem que tomar um lado, e só existem dois possíveis: Aidar ou Juvenal. E enquanto o presidente for transparente, estaremos ao lado dele no Conselho – afirmou à De Prima Dorival Decoussau, conselheiro e membro do Clube da Fé presente na reunião.

O apoio da oposição representa para Aidar o voto de cerca de 60 conselheiros em um conselho de 240. Somados à parte da situação rachada que ficou ao seu lado, o atual presidente já consegue vislumbrar a possibilidade de ter apoio da maioria do Conselho Deliberativo, o que será crucial para aprovar o projeto de reforma do Morumbi.

Segundo Decoussau, Aidar falou por mais de uma hora sobre a situação financeira do São Paulo. Mostrou documentos da dívida bancária e fiscal, e prometeu transparência na condução do clube.

A próxima reunião do Conselho Deliberativo acontece dia 13 de outubro, e deve dar mais mostras de como as forças políticas vão se organizar dentro do São Paulo.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo