Vasco busca R$ 5 mi por acordo com Caixa



 

Cristiano Koehler, diretor geral do Vasco, busca R$ 5 milhões para poder receber patrocínio da Caixa

O Vasco corre o risco de não renovar o patrocínio máster com a Caixa Econômica Federal (CEF). Segundo o diretor-geral Cristiano Koehler, o clube precisa pagar R$ 5 milhões de impostos para conseguir renovar as certidões negativas de débito e, com isso, prolongar o contrato com o banco público. Koehler diz que terá dificuldades para arrumar o valor, tendo que pagar funcionários e manter o clube em funcionamento, por exemplo. O primeiro contrato entre CEF e Vasco foi de R$ 15 milhões.

Hora de trabalhar
Diretores do Corinthians estão irritados com a pressão que Mano Menezes faz por Nilmar. Entre os argumentos contra o atleta estão os problemas nos joelhos, os altos salários e a ação contra o clube em que obteve R$ 8 milhões após a sua 1ª passagem. A posição é que pelo salário que ganha, Mano deve procurar um atleta mais barato e desenvolvê-lo, como o Cruzeiro fez com Ricardo Goulart.

Panos quentes
O Sindicato dos Jogadores de SP negou duas vezes que as demissões de cinco atletas no Barueri tivessem motivação política – eles lideravam o movimento contra o atraso de salário. O presidente Rinaldo Martorelli chegou a dizer que havia conseguido clubes para o grupo, o que não ocorreu. O quinteto lavrou um B.O. na Polícia para registrar a dispensa sem documentação. Eles devem processar o clube, que em maio mudou de dono e passou a atrasar salários.

Banco de reservas
Mais de 30 sócios aguardam para se tornarem conselheiros vitalícios do Botafogo. Hoje são 90 ocupantes desse cargo e o clube só abrirá novas vagas quando esse número cair para menos de 80 – o que normalmente só ocorre por morte ou invalidez. Entre os que estão nessa situação, estão nomes conhecidos como Antonio Carlos Mantuano e Cláudio Good.

Janela Júnior
Fecham no dia 17 deste mês as inscrições para a Copa São Paulo de Futebol Junior. Clubes grandes do país estão procurando reforços para as equipes. Para atrair os jogadores, alguns clubes oferecem luvas e outros, parte dos direitos econômicos, a garotos que nem estão no profissional. A precária situação financeira de alguns, inclusive grandes, facilita o assédio aos garotos.

Só para o registro
O Coritiba fez uma reclamação formal à CBF, ontem, contra os erros de arbitragem ocorridos na derrota para o Flamengo, pela Copa do Brasil. O presidente Vilson Ribeiro de Andrade, porém, diz que não espera nenhuma atitude da entidade. Para o dirigente, que se diz decepcionado com o futebol, a reclamação é apenas uma forma de não deixar os erros passarem em branco.

Alternativa
Enquanto a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte não é votada no Congresso, a base governista tenta reabrir o prazo de adesão dos clubes ao Refis da Copa. O programa, cujo prazo de adesão já terminou, foi usado por cinco clubes – Flamengo, Corinthians, Fluminense, Atlético-MG e Botafogo. A estratégia é esvaziar a pressão pela aprovação da lei que exige mais contrapartidas.

ASAS CORTADAS

Estilo blindado do técnico da Seleção não afeta só os jogadores

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A cruzada do técnico Dunga para reduzir a exposição da Seleção Brasileira não se resumiu aos jogadores.

A TV CBF foi literalmente uma vítima da personalide forte do treinador. Mesmosabendo que o material produzido passa pelo crivo da entidade.

Na era Felipão, tinham acesso a quase toda a rotina dos atletas na concentração.

Filmava as refeições, as comemorações, e até os “batismos”, o ritual com que os novatos são recebidos.

A A TV tinha acesso até ao vestiário. E todo esse material era publicado no site da entidade.

Com Dunga, essas portas, antes escancaradas, agora se fecharam.
E, sem tanto o que fazer, os profissionais da TV CBF temem que haja um grande corte.

DE LETRA

“Não adianta tapar o sol com a peneira”

Manuel Renha, conselheiro do Botafogo, sobre o grupo de torcedores que ajuda a pagar os direitos de imagem dos jogadores.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo