Atlético-MG troca TV aberta por PPV



O presidente atleticano Alexandre Kalil não está ligando para ter os jogos do seu clube na TV aberta

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, disse à Globo que não quer os jogos do seu time na TV aberta, mas apenas no pay-per-view. “Não tenho interesse na aberta”, disse Kalil à De Prima. Em consequência da boa fase pela qual passa, o Atlético subiu para o terceiro lugar em venda de pacotes e arrecada mais de R$ 40 milhões por ano com ele. Os clubes são remunerados em razão de pesquisas realizadas pelo Ibope e pelo Datafolha sobre compra de pacotes de pay-per-view.

Bunker
Um dos poucos departamentos do São Paulo em que a política de contenção de gastos e reforma administrativa ainda não chegou é a categoria de base, em Cotia. A razão é a forte presença do ex-presidente Juvenal Juvêncio nesse setor. O presidente Carlos Miguel Aidar não quer se chocar com o aliado, amigo e cabo eleitoral. Ao menos, por ora.

Adiou
Mais de um mês após o prazo prometido, o Corinthians não divulgou a contabilidade da operação da Arena Corinthians. A promessa foi feita no final de maio, após uma reportagem sobre o estádio em uma revista de negócios. A explicação agora é que as contas só serão publicadas após a conclusão das obras do estádio, no final de janeiro. Segundo a De Prima apurou com Andrés Sanchez, o valor final do estádio é de R$ 1,150 bilhão, mas juros podem aumentar o valor.

Desgaste
Pessoas envolvidas nas divisões de base do Botafogo definem a situação pela qual passa como “horrível”, devido à crise financeira vivida pelo clube. Recentemente, jovens jogadores deixaram a base alvinegra, temendo que os problemas do profissional refletissem em suas categorias. Quando assumiu, em 2009, o presidente Mauricio Assumpção prometia revolucionar a base

Verdinhas
Alguns pré-candidatos a presidente do Palmeiras preparam-se para gastar muito na disputa eleitoral – se passarem pelo filtro do Conselho. Roberto Frizzo comentou com amigos que uma campanha custará entre 1 e 2 milhões de reais. Esta será a primeira eleição presidencial direta do Palmeiras, ao menos nos últimos 50 anos.

Aprovação
Kleber leite, ex-presidente do Flamengo, aprova a determinação da diretoria clube, da qual é opositor, de não liberar os documentos referentes à transação de Hernane ao Al Nassr, da Arábia Saudita. Leite diz que, se havia um acordo para um pagamento antecipado e os árabes não cumpriram, o Rubro-negro também não deve liberar o jogador. O Al Nassr não pagou a primeira parcela do acordo – previsto para o último dia 17.

Legitimação
O grupo de oposição Terceira Via Santista deve eleger em assembleia geral, dia 30, o nome do conselheiro Orlando Rollo como candidato da chapa para a presidência do clube. O pré-candidato é a figura mais conhecida da Terceira Via e foi aclamado pela oposição na votação do Conselho Deliberativo que barrou a proposta do voto online no nas eleições de dezembro.

ÁGUAS PASSADAS

Andrés acusou croatas de inundarem banheiro, mas a história não foi bem essa

A preparação do estádio do Corinthians para a Copa do Mundo foi ainda mais dramática do que foi noticiado.

Com a demora da liberação do dinheiro do BNDES, muitas compras foram adiadas até muito perto da abertura da Copa do Mundo.

Por isso, na partida entre Brasil e Croácia, alguns setores essenciais ainda não estavam finalizados.

Um deles foi o vestiário do time visitante. Algumas banheiras foram assentadas, mas não haviam sido ligadas no esgoto.

Essa foi a causa da inundação causada pela delegação da Croácia, que provocou protestos do ex-presidente corintiano Andrés Sanchez.

E foi exatamente pr esses atrasos na Arena que a Fifa concluiu que os croatas não haviam causado dano aos vestiários.

DE LETRA

“Não queremos comentar boatos”

Julio Casares, Vice de marketing do São Paulo, sobre negociação com Puma e Adidas, confirmadas pelo presidente.

 



MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo