Ajuda não cobre rombo no Botafogo



Botafogo

A arrecadação que um grupo de milionários botafoguenses está fazendo para elevar o moral dos jogadores nem de perto resolverá o problema de atraso nos salários e direitos de imagem. A coluna apurou que os 12 empresários liderados por Carlos Augusto Montenegro pagarão cada um R$ 80 mil mensais por quatro meses. Isso soma R$ 3,84 milhões. O valor não é suficiente para cobrir nem um mês da folha do clube, que deve três e precisa quitar mais cinco até o Natal.

Sem endosso
Conselheiros do Palmeiras decidiram não endossar as dívidas feitas pelo presidente Paulo Nobre. Dizem que Nobre não pediu autorização para gastar muito além do orçamento e que agora quer que o Conselho divida com ele a responsabilidade pelos gastos. Nobre já pediu R$ 125 milhões em empréstimos para o clube, dando os próprios bens como garantia, para obter juros menores.

Barreira
A diretoria de futebol do Fluminense trabalha para impedir que a sequência de maus resultados não transborde de uma crise técnica para uma crise com contornos políticos. O técnico Cristóvão Borges tem aprovação virtualmente unânime no departamento, mas há o temor de que se os resultados não aparecerem, a pressão sobre o presidente Peter Siemsen cresça e ele decida por mudanças.

Outra luta
A versão feminina do Bom Senso deixou as negociações entre o Bom Senso, Ministério do Esporte, CBF e clubes, sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte e o calendário. Mayara Bordin e Aline Pelegrino, duas das principais jogadoras do país estiveram na reunião do Bom Senso ontem, mas disseram que o problema delas é de infra-estrutura do esporte, o que não está na pauta.

Ombudsman
O presidente Carlos Miguel Aidar criticou o departamento de Marketing do São Paulo na última reunião do Conselho Deliberativo, há oito dias. O dirigente disse não entender por que o contrato de patrocínio com a Semp Toshiba acaba no meio, e não no fim do ano. O Marketing respondeu que a ideia era casar o tempo da parceria com a troca de comando no clube.

Permanência
Embora Rodrigo Caetano tenha declarado que fica no Vasco mesmo se interventores assumirem o clube, ele liga sua permanência à do diretor-geral Cristiano Koehler. Caetano não ficaria no clube sem um profissional cuidando das partes administrativa e financeira. Ainda sem ser procurado pelos interventores que podem assumir o Vasco até novembro, Koehler pretende ficar até dezembro, no mínimo.

Dunga paz e amor
Embora diga e esteja disposto a manter uma relação cordial com os jornalistas na segunda passagem pela Seleção, Dunga ainda tem uma posição de desconfiança em relação a esses profissionais. O treinador vem sendo aconselhado suavemente a baixar a guarda. Na preparação para Copa de 2010, Dunga adotou posição de confronto, que lhe rendeu cobranças mais fortes.

GAFE

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

O secretário nacional de futebol do Ministério do Esporte, Toninho Nascimento, cometeu uma gafe, ontem, na saída da reunião com o Bom Senso FC, ocorrida num bairro nobre de em São Paulo.

Questionado sobre se tinha certeza de que a comissão de fiscalização das finanças dos clubes, que foi acordada entre CBF, clubes, Ministério e jogadores, iria funcionar, disse que não poderia garantir o futuro.

O diretor executivo do Bom Senso, Ricardo Borges, que estava ao seu lado, surpreendeu-se com a resposta do secretário e na hora o repreendeu, com bom humor.

O executivo do movimento dos atletas disse que garantia a eficiência da comissão, cuja composição nem sequer foi definida.

Toninho Nascimento arregalou o olho, mas nada disse.

DE LETRA

“O que na aconteceu na última quarta foi um golpe”

Nelson Rocha, candidato à presidência do Vasco, sobre o Conselho não prorrogar os mandatos dos dirigentes até novembro.



MaisRecentes

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo