Dirigentes rechaçam discurso do governo



Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

O discurso feito por Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol, ao lado de integrantes do Bom Senso, em Brasília, não agradou dirigentes dos clubes brasileiros. Nascimento disse que a equipe jurídica do Ministério do Esporte está “trabalhando para saber até onde podemos intervir na CBF”. A constituição proíbe intervenção em federações esportivas desde a Lei Pelé, de 1997. Os dirigentes descartam qualquer intervenção em federações ou na CBF, e apontam “oportunismo eleitoral”.

Direitos econômicos
Mesmo sendo divulgado há dois meses, o estudo que o Ministério do Esporte encomendou para a Fundação Getúlio Vargas (FGV) sobre a participação de empresários nos contratos de jogadores de futebol ainda não foi iniciado. A previsão é que seja concluído em quatro meses e só depois o governo irá abrir debates com especialistas para avaliar o que será possível fazer.

Sem apostas
Fernando Horta, presidente da Unidos da Tijuca e influente na política do Vasco, diz que o motivo para votar em Eurico Miranda é que o momento atual vivido pelo clube não permite apostas e experiências, referindo-se indiretamente ao candidato do grupo do ex-jogador de Edmundo, Julio Brant. Horta foi disputado por diversos grupos políticos do clube, inclusive de Edmundo.

Coligação
Os grupos de oposição Mais Botafogo e Botafogo Acima de Tudo fecharam ontem, numa churrascaria do Rio de Janeiro, a união oficial para a disputa das eleições presidenciais de novembro. Os grupos, que têm o apoio de Carlos Alberto Torres, devem anunciar os cabeças de chapa até o fim da próxima semana. Entre os nomes cotados estão Manoel Renha, Antônio Carlos Mantuano, Gustavo Noronha.

Atrasada
A CBF tem mostrado o quanto está desatualizada. E o motivo não é a escolha de Gilmar Rinaldi para coordenador da entidade e nem a de Dunga para técnico da Seleção. É que mesmo após mais de uma semana de sua demissão do cargo de treinador da equipe brasileira, Luiz Felipe Scolari ainda aparece na foto de capa da página oficial da CBF na rede social Twitter, que tem 2,2 milhões de seguidores.

Tentativa de fuga
Quatro brasileiros que atuam em clubes situados em áreas de conflito da Ucrânia buscaram o escritório Bichara & Motta Advogados para se orientar sobre uma possível rescisão de seus contratos. O suporte jurídico foi que houvesse cautela na decisão pois o rompimento unilateral do acordo pode ter resistência por parte da Fifa.

Escolhas
A Comissão Eleitoral do Santos já vem trabalhando com “cinco ou seis auditorias de renome internacional” para a criação do sistema de voto online no clube. Segundo a Comissão, a empresa responsável por auditar as eleições tem que se envolver “desde o início” com o processo. A polêmica mudança na eleição do clube será votada nesta quinta-feira, na reunião do Conselho Deliberativo do clube.

NÃO APROVOU

Convocacao da Selecao Brasileira para Copa 2014 no Brasil

Felipão conversou com um grupo restrito de jornalistas durante a Copa

O presidente da CBF, José Maria Marin, parece não ter gostado nada da conversa que Luiz Felipe Scolari teve com jornalistas durante a Copa do Mundo.

A atitude de Felipão desagradou não só a grande maioria da imprensa que cobria a equipe mas também parte os jogadores, pois o próprio técnico assumiu que os atletas estavam mal emocionalmente.

Ontem, em sua apresentação como novo técnico da Seleção Brasileira, Dunga foi questionado se reuniões restritas como a realizada por Felipão também ocorreria com ele.

– As conversas têm de ocorrer assim, para todo mundo ouvir – rebateu o capitão do tetra.

Ao seu lado, Marin deu apenas uma olhada para Dunga e concordou com a resposta, balançando a cabeça.

DE LETRA

“É marola de gente que não entende um pingo de Direito”

Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba, sobre uma possível intervenção do governo na gestão da CBF.



  • eutalia andrade

    E agora não se pode nem olhar para cbf que se esbarra na famigerada lei pelé, e assim a catrefa que gerencia nosso futebol pinta e borda tudo por conta da tal lei pele!!!!!!!!!!!!

MaisRecentes

Restituição crescente de verba dá ‘gás’ para Ministério do Esporte lutar por orçamento



Continue Lendo

Vadão está de volta à Seleção Brasileira feminina



Continue Lendo

Árbitro da final da Copa do Brasil é cruzeirense. Mas isso não tem a ver com futebol



Continue Lendo