Em 2016, PME’s vão gerar R$ 300 milhões



Carlos Nuzman, Presidente do Comitê Organizador Rio 2016, e Sylmara Multini, Gerente Geral de Licenciamento (Foto: Wander Roberto/Rio 2016)

Até o momento, cerca de 2 mil pequenas e micro empresas (PME) já estão cadastradas no Portal de Suprimentos do COI para serem fornecedoras de produtos e serviços nos Jogos Rio-2016. A expectativa é que as PME’s sejam responsáveis pela movimentação direta de R$ 300 milhões, que representam 10% do total de R$ 3 bilhões esperados pelo Comitê Organizador com a contratação de produtos e serviços para os Jogos. Mais de 40 setores da economia estão envolvidos no processo.

Interesses
Dirigentes de clubes com trânsito em Brasília dizem que não há interesse por parte da cartolagem na instalação da CPI do Futebol e na votação da PL 221, que visa maior transparência na CBF e nas federações. A ofensiva no Senado está nas mãos dos parlamentares Álvaro Dias (PSDB-PR) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), mas sem sucesso até o momento. A prioridade é a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) na Câmara.

Trava federal
O relator da LRFE, deputado Otávio Leite, se encontrou com Henrique Alves, presidente da Câmara, para saber o posicionamento do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre as taxas previstas no projeto – ponto que tem travado a discussão. A resposta não agradou Leite. Isto porque a pasta definiu que não irá apoiar a proposta, em definitivo.

Euforia
Após a vitória sobre o Bahia, os comentários no Morumbi é que Carlos Miguel Aidar nunca esteve tão feliz como agora desde que reassumiu a presidência do clube. O motivo seria o bom futebol apresentado após o pesado investimento em contratações e o fato de Alan Kardec ter marcado na estreia pelo time, o que tirou o peso da expectativa em cima do jogador, que veio do rival Palmeiras.

Intercâmbio
O CEO do Benfica, Domingos Oliveira, estará no Rio de Janeiro no próximo sábado (26) para participar de um evento de marketing esportivo, na Uerj, onde falará sobre o programa de associados do time de Lisboa. O clube português é referência mundial no segmento com cerca de 300 mil sócios. Ao lado de Oliveira estará Marcone Barbosa, diretor de marketing do Cruzeiro, time cujo programa aumentou de 45 mil para 60 mil associados desde o título Brasileiro, em 2013.

Acesso fácil
O Internacional não teme problemas de acesso ao Beira-Rio para os jogos em casa, mesmo às 19h30. O clube alega que seu estádio tem duas grandes avenidas ao redor, o que facilita a chegada e o escoamento de torcedores, além de estacionamentos para até 5 mil carros.

Artilheiras
Com 48 gols marcados, a chuteira F50, da Adidas, foi a artilheira da Copa do Mundo ficando à frente dos modelos Mercurial (Nike), com 38 gols, Predator (Adidas), com 23 gols, Magista (Nike), com 15 gols, e Hypervenom (Nike), com 14 gols. Apesar da 5ª posição entre as chuteiras que mais marcaram gols no Mundial, a Hypervenom foi a mais vendida no e-commerce da Netshoes durante o evento.

MUDANÇAS

Jogadores do Bom Senso se encontram em Brasília com a presidente Dilma Rousseff (Crédito: DIVULGAÇÃO/Blog do Planalto)

O Bom Senso começou como uma forma de organizar os jogadores por melhorias no futebol nacional.

No entanto, rapidamente se viram obrigados a voar para Brasília e articular apoios e reuniões.

O movimento irá se encontrar mais uma vez com com a presidente Dilma nesta segunda-feira, 21, para uma discussão técnica.

O grupo, inevitavelmente, teve que se acostumar com a volatilidade das alianças políticas.

Quando o relator Otávio Leite (PSDB-RJ) aprovou a Lei de Responsabilidade Fiscal na Comissão do Esporte, disseram que o texto atendia sete das oito propostas do grupo.

Hoje, após influenciar o Planalto a atrasar a entrada da LFRE na pauta, se diz 100% contra.

Agora, resta observar para que direção sopram os ventos da política.

DE LETRA

“O Vasco caiu comigo e com todos que faziam parte da minha administração”

Roberto Dinamite, presidente do Vasco, assumindo, em partes, a responsabilidade pelo rebaixamento do time.



  • José Henrique

    Aidar se precipitou. Nem lembrou que o próximo adversário seria Chapecó, a cidade que abate animais para industrialização de frios.
    Acho que a felicidade com o gol do atacante roubado do Palmeiras, foi bem efêmera.

MaisRecentes

Promotor vê cessão de ingressos como incentivadora da violência das torcidas



Continue Lendo

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo