Fifa se divide sobre filho de Grondona



A revelação de que Humberto Grondona vendeu ingressos fora do site oficial gerou discussões entre diretores da Fifa. Alguns diretores querem que ele seja banido da Copa, como seria aplicado a um torcedor comum. Mas outros tentam pôr panos quentes, porque seu pai, Julio Grondona (foto), é um dos homens mais poderosos da Fifa, da Conmebol, além de presidir a federação argentina. Mais de dez parentes de Grondona estão vendo a Copa no Brasil.

Pós-Copa
A declaração do delegado Fabio Barucke de quem não quer repassar informações à Fifa porque suspeita que há pessoas da cúpula da entidade envolvidas com o esquema irritou alguns diretores da entidade. O grupo da Fifa encarregado do caso diz que vai pedir a punição de quem quer que seja descoberto. Mas esses dirigentes dizem isso há várias Copas, sem grandes resultados.

Cueca
A ofensiva da Fifa contra o suposto marketing de emboscada de Neymar no fim da partida contra o Chile parece ter sido um tiro no pé. Com a mídia toda repercutindo o caso – e a foto do produto – de nada adiantou a Fifa notificar a Blue Man, marca que produz a sunga. Nas redes sociais, funcionários da loja dizem que a procura pela “sunga do neymar” cresceu depois do episódio.

Copa colorada
A diretoria do Internacional estuda uma punição ao argentino D’Alessandro e ao brasileiro Willians, que brigaram no treino de anteontem, no período de treinos do  do time em Santa Catarina. Os dirigentes irão se reunir, além de ter uma conversa com os atletas, para solucionar o caso, que gerou insatisfação na comissão técnica do Inter, que perdeu um amistoso na quarta-feira, com expulsão de D’Alessandro.

Setor aéreo
A Avianca registrou queda de passageiros entre 20% e 25%  em junho, em relação ao ano passado. Para a empresa, o motivo foi a troca de passageiros de negócios – 70% da operação diária das aéreas – por torcedores da Copa. Por causa do torneio, eventos de negócios foram antecipados. Por causa disso, a Avianca diz que teve o melhor primeiro quadrimestre dos últimos 15 anos.

Detenção
A Polícia Militar do Rio deteve nos seis jogos do Maracanã desta Copa 181 pessoas por cambismo. Os detidos foram encaminhados às delegacias da região do estádio, como São Cristóvão e Praça da Bandeira. Apenas ontem, foram feitas 44 prisões. Contudo, a Polícia Civil não informa quantos realmente continuaram detidos depois de serem autuados.

CBF em férias
O Santos ainda espera permissão da CBF para usar a Vila Belmiro no dia 17, quando enfrenta o Palmeiras pelo Brasileirão. O pedido foi feito há mais de duas semanas. O estádio está nas mãos da Fifa até o dia da partida, quatro dias após a final do Mundial. Por outro lado, o Maracanã, palco da final, e a Arena Corinthians, da semifinal, já foram liberados para abrigarem jogos na rodada de recomeço do  Brasileiro.

LÖW NÃO QUER LOVE

No mundo do futebol, o bacana é fazer parte da “família”. Mas alguns recusam. Um caso é o técnico alemão, Joachin Löw.

Ele é um dos pouquíssimos na sua profissão que não usa agasalhos, como Felipão, nem ternos como o francês, Deschamps, por exemplo.

Prefere um estilo mais fashion, casual chic. O corte de cabelo é cuidadosamente diferente da moda boleira.

Mas a suavidade acaba por aí. Löw um dos técnicos mais azedos do Mundial. Não relaxa nem em situações alegres.

Ontem, na entrevista coletiva pós-jogo, o tradutor até anunciou a chegada do técnico Joachin “Love”.

Quando Löw chegou, logo se descobriu que o humor não mudara.

DE LETRA
“Homens também choram”

James Rodríguez, estrela da seleção colombiana, após derrota para o Brasil.



MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo