Ex-agente de Elano foi preso na Operação Jules Rimet



Um dos presos na Operação Jules Rimet, que ontem desmantelou um esquema de cambistas no Rio e em São Paulo, é um agente de vários jogadores no Brasil, com forte presença no Santos. José Massih chegou a ser agente do meia Elano, titular da Seleção na Copa de 2010, por vários anos e é, segundo a Polícia Civil do Rio, o advogado do argelino Mohamadou Lamine Fofana, líder da suposta quadrilha de cambistas. Massih e Fofana estão sob prisão preventiva desde ontem de manhã.

Pós-Copa
Na investigação da Polícia Civil do Rio, os policiais interceptaram uma negociação em que um pacote com 22 ingressos estava sendo negociado por 500 mil dólares (R$ 1,1 milhão). Apesar de serem ingressos de camarote e hospitalidade, os valores surpreenderam alguns dos investigadores, especialmente por se tratarem 
de bilhetes das primeiras fases da Copa do Mundo.

Vazio
A Fifa está contrariada com o uso das tribunas de imprensa nesta Copa do Mundo e poderá até reduzir este espaço na próxima. Enquanto apenas 1,8% dos lugares para o público em geral ficaram vazios na primeira fase (98,2% de ocupação, que a Fifa considera muito bom), 20% dos lugares para a mídia não foram ocupados, apesar de na teoria haver mais procura que oferta e que quase todos os bilhetes foram atribuídos.

Hermanos
A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo não registrou  ocorrência grave envolvendo os mais de 50 mil argentinos que foram à cidade para a partida contra a Suíça, até o fechamento desta edição. Segundo a assessoria da PM, o que mais deu trabalho foi dar indicações para os “hermanos” chegarem à Vila Madalena, local que vem sendo o ponto de encontro dos torcedores estrangeiros.

Rede hoteleira
A Associação Brasileira de Indús-tria de Hotéis do Rio vai divulgar até o fim desta semana a ocupação da hotelaria do Rio de Janeiro durante a primeira fase da Copa e rever os números para as fases finais da competição. À medida que os confrontos vão se definindo, a Abih-RJ diz que os números da ocupação tendem a se elevar. A en-
tidade trabalha até com 98% de ocupação na final.

Não emplacou
O aplicativo de música para smartphones Deezer entrevistou 50 pessoas que ouviam música nos locais de acesso à Arena Corinthians, antes da abertura da Copa. A pesquisa constatou que nenhuma delas ouvia a música tema do Mundial “We are one”. A música tem 156,4 milhões de exibições no Youtube, enquanto “Waka Waka”, tema de 2010, já tem quase 700 milhões.

Deixou passar
O meia chileno Aranguiz, que hoje está no Internacional, foi oferecido no ano passado ao Flamengo. O preço era de 500 mil dólares pelo empréstimo e 5 milhões de dólares se o Rubro-Negro quisesse uma transferência definitiva. O conselho gestor do clube recusou e o jogador foi emprestado para o Colorado, que recentemente decidiu comprá-lo, com a ajuda da DIS.

RESSÃO INTERATIVA

 

Não é só no futebol de campo que os brasileiros estão sentindo a pressão de jogar a Copa em casa.

Ontem, na apresentação da fase final da Copa do Mundo Fifa de Futebol Interativo, o único brasileiro na disputa estava uma pilha.

A competição está na 11 edição. Na primeira, em 2004, houve a única vitória brasileira, entre 28 mil inscritos. Neste ano, a disputa é entre 2 milhões.

– Se eu ficar calmo e mostrar tudo o que sei, serei campeão – disse Rafael Fortes, nervoso.

– Esta Copa é um momento incrível e quero aproveitar – afirmou o dinamarquês August Rosenmeier, sorrindo.

Detalhe: Rosenmeier é o 3 do mundo, disputa as finais pela terceira vez seguida, enquanto Fortes é só o 42 e entrou como atleta da casa.

 



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo