Bares da Copa geram atrito entre parceiros



preço ingressos maracanã igor siqueira

Foto: Igor Siqueira

A falta generalizada de produtos para comer nos estádios da Copa incomoda até patrocinadores do evento. A Ambev fez chegar à Fifa seu descontentamento com a situação, dizendo que isso afeta a venda de cervejas. A venda nos estádios representa quase nada em termos financeiros, mas tem valor estratégico. A Ambev tem interesse na liberação da cerveja em estádios após o Mundial. Na Copa, a Ambev vende cerveja, especialmente Budweiser, e a Coca-Cola, refrigerante, água e energéticos.

Heróis esquecidos
Ex-jogadores campeões mundiais pela Seleção Brasileira, como Jairzinho e Paulo César Caju, estão revoltados por terem sido esquecidos na Copa. Os campeões acusam a CBF de falta de respeito, pois não os convidou para nenhum jogo da Seleção. Fizeram contato com a CBF, mas no máximo receberam oferta de ingressos em cima da hora e para longe das cidades onde moram.

Divergência
O Ministério do Turismo e o governo do Estado do Rio não se entendem em relação à expectativa de turistas que a capital fluminense irá receber até o fim do Mundial. Enquanto o governo federal diz que o Rio receberá 90 mil turistas ao todo, o governo estadual estima o número de 150 mil
somente de latinos-americanos. Só para o jogo de estreia da Argentina, no Maracanã, no último domingo, teriam vindo ao Rio 50 mil “hermanos”, segundo o governo estadual.

Buraco de tatu
Pouco utilizado no Brasil pela Fifa, o Fuleco tem sido muito aproveitado do outro lado do planeta. É que a fabricante de painéis solares Yingli, primeira empresa chinesa a patrocinar uma Copa do Mundo, tem no mascote seu grande aliado para ativar a marca em ações por toda a China. A companhia possui paineis nas grandes áreas públicas do país.

Luz na Copa
Durante o jogo de ontem, o consumo de energia na região metropolitana de São Paulo foi cerca de 30% menor do que nos dias normais. Segundo a AES Eletropaulo, responsável pela geração de energia para mais de mais de 20 milhões, o consumo durante a partida foi de 5.200 megawatts (MW), enquanto que a média em dias normais é de 7.200 megawatts no horário.

Balanço
O governo federal irá divulgar os números da Copa no dia 17 de julho, quatro dias após a final do torneio. Entre as informações que serão divulgadas, estarão a quantidade de turistas que terão chegado ao Brasil, o meio de transporte escolhido por eles, além de quanto gastaram aqui. Sem informações atualizadas da Polícia Federal, o governo ainda não sabe a quantidade de turistas que já chegou ao Brasil.

Rede social
O jogo Gana x EUA foi o terceiro jogo da Copa mais comentado no Twitter, com 5 milhões de tuítes, só atrás de Alemanha x Portugal (9 milhões), e Brasil x Croácia (12 milhões). Os números ainda são pequenos perto dos 25 milhões de tuítes durante o Super Bowl, final do futebol americano. Os EUA foram o país que mais comprou ingressos para a Copa, afora o Brasil.

SEM DOCE
A alfândega brasileira confiscou 38kg de doce de leite da delegação uruguaia, quando chegou a Confins (MG), com destino à concentração de Sete Lagoas.

O doce de leite é um dos alimentos mais populares tanto no Uruguai, quanto na Argentina. Os uruguaios argumentaram que o produto é industrializado, logo não oferece riscos. Mas não adiantou.

Argumentaram que o Brasil importa doce de leite de seus vizinhos, mas tampouco mudou a opinião do controle sanitário do aeroporto. O doce foi confiscado e, pelo procedimento padrão, ele já deve ter sido destruído.

A história tem um lado irônico. Em 1995, na Copa América, a Seleção Brasileira teve pacotes de feijão preto e carne suína salgada confiscados ao entrar no Uruguai.

DE LETRA
“Não me deixaram entrar por nenhum lado do Maracanã”

Maradona ex-jogador e comentarista argentino, dizendo ter sido barrado do jogo da Argentina

***COLABOROU FÁBIO SUZUKI, DE SÃO PAULO

 



MaisRecentes

Presidente eleito da Federação Mineira vê clubes de BH no mesmo nível de SP e RJ



Continue Lendo

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo