Antidoping da Fifa testa ‘todos’ os atletas



O comitê médico da Fifa realizou exames antidoping surpresa não apenas em todos os 736 jogadores que estavam nas listas iniciais de convocação, como em mais 241, que envolvem a grande maioria dos sete suplentes de cada seleção e ainda mais um grupo de mais de 17. Chefiado pelo médico Jiri Dvorak, que palestrou ontem em São Paulo, os testes foram realizados a partir de fevereiro e encerrados há poucos dias. Curiosamente, Neymar foi o último atleta do Mundial a passar pelo antidoping.
No gogó
O Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, continua firme na sua jornada de dizer ao mundo que a Copa do Brasil não tem nenhum problema que mereça discussão.
Depois de dizer que fazer os estádios era fácil e meses depois afirmar que os atrasos são normais, pois ocorrem até em casamentos, agora insiste que os estádios estão 100% prontos – como se fosse algum mérito a dois dias da abertura do Mundial.
Mas faltou combinar com a Fifa. A entidade que administra o futebol mundial diz que a Arena da Baixada não está pronta – e já tinha dito isso da Arena Corinthians.
Nem assim o ministro Aldo Rebelo admite problemas. Diz que faltam apenas “retoques especiais” – sem explicar o que é isso – no entorno de algumas arenas.
Faxina
O governador do Rio Luiz Fernando Pezão diz que demitiu cerca de 2 mil policiais que cometeram abusos de autoridade em protestos desde junho do ano passado. A intenção é evitar esse tipo de ocorrência na Copa do Mundo, quando deverá haver manifestações pelo Rio. Pezão diz que grandes eventos globais como Rio+20 e a vinda do papa ajudaram na preparação da segurança para o Mundial no Brasil.
Périplo
O presidente da CBF e do COL, José Maria Marin, terá uma maratona de viagens para acompanhar in loco o maior número possível de jogos da Copa do Mundo. Maria deve ver um jogo por dia, enfatizando, além da Seleção Brasileira, os jogos das seleções da Espanha, Itália e Portugal, segundo um assessor pessoal – que não irá acompanha-lo.
Copa e eleição
Os prefeitos de Porto Alegre, José Fortunatti (PDT), e de Viamão, Valdir Bonatto (PSDB), tentaram faturar politicamente com a chegada da delegação do Equador, a única a ficar no Estado, à Viamão. Mas tanto a festa de chegada, que contou até com trio elétrico, quanto o resort onde a delegação se hospeda são investimentos privados. Cerca de 4 mil pessoas recepcionaram os jogadores na cidade da Grande Porto Alegre.
Audiências
O presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar se reuniu ontem com o prefeito Fernando Haddad e o secretário dos esportes Celso Jatene para discutir as obras do entorno do Morumbi. Na semana que vem, se reúnem com o governador Geraldo Alckmin para tratar do mesmo assunto. As audiências acontecem enquanto a diretoria discute projetos de reforma do Morumbi.
Armistício
Na reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, nesta segunda-feira, baixou muito o tom entre as alas de oposição e situação do clube, após quase um ano de disputas, que atingiram o ápice na eleição de abril. O presidente Carlos Miguel Aidar se disse disposto a pôr em discussão um projeto de opositores relativo à reforma  do Morumbi e recebeu elogios de oposicionistas.
Acesso livre
O ex-vice de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, continua com acesso livre à Gávea, mesmo após deixar o clube. Vasconcellos participou na última segunda da reunião do Conselho Gestor. Assim, continuará a ser consultado pelo presidente Bandeira de Mello para certas decisões. O ex-dirigente está disposto a assumir um cargo fora do departamento de futebol, o que depende de Bandeira de Mello.


MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo