Vasco piorou ou ficou na mesma, diz Felipe sobre ex-clube



Felipe, ex-jogador do Vasco (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

O ex-jogador Felipe criticou a atual situação do Vasco, que, segundo ele, não fez investimentos nos últimos 30 anos para melhorar sua estrutura e dar um melhor suporte aos atletas das divisões de base. O ídolo vascaíno mostrou sua insatisfação no ciclo de encontros que discute a gestão do futebol, o Footlink, que aconteceu nesta segunda-feira, em Botafogo, no Rio.  O curioso é que Roberto Dinamite, presidente do Vasco, estava presente no evento e ouviu o que Felipe falou.

– Eu fui criado no Vasco, hoje, levo meu filho a São Januário para treinar futsal. O Vasco é a mesma coisa, se não piorou. Realmente, [a situação] dos clubes do Rio é inadmissível. Você não pegar uma parte e investir na base, na estrutura, no centro de treinamento, é um absurdo. Levo lá o meu filho e vejo que não mudou nada – criticou o ex-camisa 6.

Felipe usou como exemplo a venda de Neymar, que ficou um bom tempo no Santos antes de sair. Para ele, o clube da Baixada Santista conseguiu dar uma estrutura para manter o atual camisa 10 da Seleção e não negociá-lo na primeira proposta que apareceu.

Sobre a venda imediata de jovens jogadores, o ex-jogador culpou os próprios clubes, pois não buscam melhorar para dar segurança aos atletas, para que eles fiquem o máximo de tempo possível antes de saírem do país. Felipe considerou Corinthians e Internacional como o modelo a ser seguido pelos demais clubes brasileiros.

– Os clubes têm uma parcela muito grande de culpa. Porque se o clube estiver estruturado como um Corinthians, um Internacional, que dão todo o suporte, o atleta fica. O Santos deu uma estrutura para o Neymar, deu tudo para ele. Eu tive 19 anos de carreira profissional, comecei no Vasco com seis anos de idade, tenho 36, há 30 anos o Vasco é a mesma coisa. Por isso que se vende o jogador mais rápido possível – analisou Felipe, que encerrou a carreira no início deste ano, após jogar ano passado pelo Fluminense.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo