Vasco piorou ou ficou na mesma, diz Felipe sobre ex-clube



Felipe, ex-jogador do Vasco (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

O ex-jogador Felipe criticou a atual situação do Vasco, que, segundo ele, não fez investimentos nos últimos 30 anos para melhorar sua estrutura e dar um melhor suporte aos atletas das divisões de base. O ídolo vascaíno mostrou sua insatisfação no ciclo de encontros que discute a gestão do futebol, o Footlink, que aconteceu nesta segunda-feira, em Botafogo, no Rio.  O curioso é que Roberto Dinamite, presidente do Vasco, estava presente no evento e ouviu o que Felipe falou.

– Eu fui criado no Vasco, hoje, levo meu filho a São Januário para treinar futsal. O Vasco é a mesma coisa, se não piorou. Realmente, [a situação] dos clubes do Rio é inadmissível. Você não pegar uma parte e investir na base, na estrutura, no centro de treinamento, é um absurdo. Levo lá o meu filho e vejo que não mudou nada – criticou o ex-camisa 6.

Felipe usou como exemplo a venda de Neymar, que ficou um bom tempo no Santos antes de sair. Para ele, o clube da Baixada Santista conseguiu dar uma estrutura para manter o atual camisa 10 da Seleção e não negociá-lo na primeira proposta que apareceu.

Sobre a venda imediata de jovens jogadores, o ex-jogador culpou os próprios clubes, pois não buscam melhorar para dar segurança aos atletas, para que eles fiquem o máximo de tempo possível antes de saírem do país. Felipe considerou Corinthians e Internacional como o modelo a ser seguido pelos demais clubes brasileiros.

– Os clubes têm uma parcela muito grande de culpa. Porque se o clube estiver estruturado como um Corinthians, um Internacional, que dão todo o suporte, o atleta fica. O Santos deu uma estrutura para o Neymar, deu tudo para ele. Eu tive 19 anos de carreira profissional, comecei no Vasco com seis anos de idade, tenho 36, há 30 anos o Vasco é a mesma coisa. Por isso que se vende o jogador mais rápido possível – analisou Felipe, que encerrou a carreira no início deste ano, após jogar ano passado pelo Fluminense.



  • Rafael

    Não apoio Eurico nem Roberto Dinamite como presidente do vasco. Mas sinceramente, criticar é fácil. Mete a mão e faz. Futebol é política pura. Pode entrar Edmundo, Horta, Sendas… Quem for que vai bater de frente com dívidas e interesses. A verdade é essa.

    • E difícil sim mas não impossivel, exemplo e o Corinthians, se houver planejamento, estrutura e amor ao clube e possivel.

  • roberto tharone

    Como disse o Rafael…falar é fácil e ainda mais agora, mas fazer é o que é difícil! Quando o Vasco mais precisava, apareceu o Romário e fez a parte dele. Quanto aos outros, se debandaram, se omitiram e tudo mais. Faço votos que apareça alguém capaz, competente, honesto e independente para que retorne o Vasco à sua grandeza de outrora. Infelizmente não vi ninguém até agora com esse perfil. Só há uma real solução que é vascaína e que certamente porá todos os anti-vascaínos para correrem. Eurico Presidente!

    • Haroldo

      tá na cara que você é um dos mensaleiros !

  • Fabricio

    O felipe foi craque mas foi o maior traidor de toda a historia do vasco….. jogou e humilhou o vasco jogando pelo seu maior rival…. não se esqueção disso…. o edmundo fingiu que jogou pelo flamengo por na verdade sempre odiou o flamengo… super diferente…… felipe vai apoiar eleição la no flamengo

  • carlos

    oque este cara que vai levar seu filho pra treinar no orubu taquerendo é aparecer

  • Antonio Rogerio C. Coelho

    Como sempre, o Felipe fala em hora errada, no local errado, pras pessoas erradas. Será que ele acha que ajuda ao Vasco com essa “cornetada”? Vascaíno, que é vascaíno mesmo, fica por aí falando das mazelas do clube pra dar munição aos inimigos? E, se quer dar referência de alguma coisa, dá logo o Corinthians como exemplo? Parece que o Felipe não anda muito bem informado, não. Uma coisa é fazer negócios bombásticos, ter imprensa torcedora e torcida fanática e cega, como um certo clube aqui do Rio. Outra, é se esses negócios não são “bombas-relógio” como as que o “Napoleão de São Januário” plantou aos montes de 1990 a 2008 e acabou deixando o clube na situação em que hoje se encontra. Se “espremer”, Felipe, vai sobrar muito pouco ante a roubalheira que campeia no nosso futebol e que você deve conhecer bem de perto.

    • Pedro Paulo

      Falou tudo….

  • Pedro Paulo

    Palhaço , si não pode ajudar não atrapalha, esse Felipe é um fanfarrão….

MaisRecentes

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo

Além da Copa Intercontinental, Fifa vai discutir legado da Copa-2014



Continue Lendo