CBF trabalha para ‘quebrar’ projeto



Henrique Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara dos Deputados

A CBF pediu ao presidente da Câmara, deputado Henrique Alves (PMDB-RN), que seja retirado do projeto da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte o artigo que vincula o refinanciamento da dívida à inclusão no regulamento das competições de todos os esportes de artigo que rebaixa o clube que não estiver com o pagamento de impostos em dia. O deputado Otávio Leite, relator do projeto, considera o ponto crucial para que a renegociação funcione.

Casamento em crise
A guerra fria entre Celso Barros, da Unimed, e Peter Siemsen, do Fluminense, esquentou depois da saída de Ricardo Tenório. A irritação mútua aumentou e as retaliações devem crescer. Barros pode reduzir mais o investimento no clube, que já caiu 20% desde 2013.

Sem base
O Botafogo culpa as gestões anteriores a 2009 pela receita com venda de jogadores nos últimos 11 anos. Em 11º no ranking brasileiro, faturou R$ 115 milhões, contra R$ 606 milhões do Internacional, o líder. O gerente Sidnei Loureiro diz que desconhece que atletas da base tenham sido negociados entre 1995 e 2009.

Olha para dentro
Conselheiros do Palmeiras cobraram o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, nos últimos dias, a aproveitar mais os jogadores da categoria de base. Dizem que vários contratados não são melhores do que os formados em casa e custam muito mais caro. O tema é uma questão antiga no clube.

Despreocupado
Em conversa com o presidente da Câmara, Henrique Alves, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, disse não se preocupar com a Lei de Responsabilidade Fiscal, pois considera a dívida fiscal do clube sob controle. O encontro aconteceu na FPF, onde CBF se reuniu com Alves e clubes.

Tudo a seu tempo
O fundamento da Federação Nacional dos Atletas de Futebol para processar a Fifa, a 25 dias da Copa, por causa do horário de certos jogos do Mundial no Norte e Nordeste é um estudo que ficou pronto em agosto de 2013. O presidente Rinaldo Martorelli diz que a entidade demorou por esperar uma resposta da Fifa, que não chegou.

Cartão de visitas
A ascensão de Luciano à equipe principal do Corinthians fez arrefecer as críticas sobre as categorias de base. Até o ano passado, havia conselheiros que queriam fechar o departamento e fechar parcerias com clubes menores que revelam mais atletas, e reforçar o time com o valor poupado.

Outro lado
O grupo Só Fla nega que tenha questionado, em conversa reservada, a diretoria sobre certas decisões, entre elas a do patrocínio da Sky, presidida por Luiz Eduardo Baptista, para o time de basquete rubro-negro. A coluna reafirma a informação e que ela veio de dentro do próprio grupo.

Roupa nova
O zagueiro Dedé , do Cruzeiro, fechou com a Nike e deve assinar contrato na semana que vem. Ainda falta acertar alguns pontos importantes, como o tempo de contrato ainda não fechado, que deve ficar entre três e cinco anos. Dedé era patrocinado pela Mizuno desde 2011 e rompeu o contrato .

De Letra

“A CBF não é de outra galáxia para se eximir de suas obrigações”

Otávio Leite,relator da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, sobre manobra da CBF para eliminar emenda que a obriga a entidade a rebaixar clubes devedores.

 



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo