Fatos contradizem explicação do Fla sobre troca de técnico



O vice de Futebol do Flamengo, Wallim Vasconcelos, disse nesta terça-feira que a causa da demora do aviso ao técnico Jayme de Almeida de que ele havia sido dispensado foi o fato de querer fazer a comunicação pessoalmente. O problema é que os fatos negam essa versão.

Wallim disse que avisou às 13h ao então diretor de futebol Paulo Pelaipe que queria se reunir com ele e Jayme, às 18h, depois do expediente do cartola em sua empresa de investimentos.

O dirigente disse que não queria demitir o treinador por telefone, mas pessoalmente. Como o caso vazou durante o dia, Jayme não foi ao seu encontro e a demissão acabou sendo oficializada mesmo por meio de uma ligação, apenas às 19h.
Wallim culpou Pelaipe por não avisá-lo a tempo que o treinador não iria a seu encontro.

O cartola pediu desculpas a ao treinador, mas fez questão de negar qualquer falta de respeito – embora tenha priorizado seu trabalho profissional ao encontro com Jayme de Almeida.

A questão é que essa explicação não bate com os fatos. Às 13h, a notícia da demissão do treinador e até de negociações com Ney Franco já haviam sido publicadas. E várias atribuíam as conversas ao período da manhã.

Essas notícias se contrapõem a outra explicação do Flamengo, de que só procurou Ney Franco depois do meio-dia, ao saber que ele se demitira do Vitória.

O presidente do clube, Eduardo Bandeira, chegou a dizer que Ney Franco havia se demitido porque sua mulher não havia se adaptado a Salvador.

Mas um episódio ocorrido meses antes não combina com essa explicação. Em dezembro de 2013, o Fluminense procurou Ney Franco para dirigir o clube, mas ele preferiu renovar com o Vitória e ficar em Salvador.



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo