CBF ignora ações em memória aos 20 anos da morte de Senna



Senna
O Instituto Ayrton Senna procurou a direção da CBF diversas vezes nos últimos meses para fazer ações conjuntas em memória aos 20 anos do aniversário da morte do piloto brasileiro, no próximo dia 1º de maio. A entidade, no entanto, nem sequer respondeu aos telefonemas e e-mails enviados pelo IAS.

Diferentemente da CBF, os jogadores do Corinthians, por exemplo, vão entrar em campo nesta quarta-feira, diante do Nacional, pela Copa do Brasil, cada um com uma réplica do capacete de Senna, que era um corintiano.

Ayrton Senna foi piloto de Fórmula 1 entre 1984 e 1994. Ele ganhou títulos mundiais em 1988, 1990 e 1991.



MaisRecentes

Futebol americano: NFL e Microsoft ampliam parceria de atuação digital



Continue Lendo

Delta torna-se o primeiro parceiro da Olimpíada de Los Angeles-2028



Continue Lendo