Bancada da CBF adia votação do Proforte



Vicente

Deputado federal Vicente Cândido (PT) é também vice-presidente da Federação Paulista de Futebol

A votação desta quarta-feira do texto final da proposta de projeto de lei do Proforte (PLs 5201/13 e 6753/13) , que agora prevê a criação de uma “lei de responsabilidade fiscal” para clubes e federações – substitutivo proposto pelo deputado e relator Otávio Leite (PSDB-RJ) -, foi mais uma vez adiada.  A votação agora está marcada para a próxima terça-feira, 29, em Brasília.

O motivo do adiamento foi a “enorme” discordância dos deputados em relação aos substitutivos de Otávio Leite. Além de propor o pagamento de 100% da dívida em 25 anos, Leite quer que a CBF e as federações fiquem sujeitas a um controle maior do Estado, inclusive destinando parte de suas receitas de patrocínio (10%) para um fundo dedicado ao esporte de base.

A proposta do deputado Otávio Leite (PSDB) desagradou profundamente as federações e a CBF.  Os deputados da comissão que mantêm ligações com a entidade máxima do futebol brasileiro, como Vicente Cândido (PT-SP) e José Rocha (PR-BA), trabalham nos bastidores para que  os substitutivos sejam derrubados, ao menos na parte do texto que fala sobre o controle da CBF e das federações.



MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo