Portuguesa aguarda denúncia do STJD e não descarta desistir de novos jogos da Série B



Lusa
À espera da denúncia oficial do STJD
, que pedirá a exclusão da Portuguesa da Série B do Brasilerão por ter abandonado a partida contra o Joinville, na última sexta-feira, na Arena Joinville, José Luiz Ferreira de Almeida, advogado e novo vice-presidente jurídico da Lusa, conversou com a De Prima na manhã desta terça-feira e explicou a posição do clube paulista no imbróglio.

A procuradoria-geral do STJD denunciará a Lusa baseada no artigo 205 do CBJD, que prevê multa, perda de pontos em favor do adversário e, comprovado prejuízo a terceiros, como outras equipes e torcedores, a exclusão da competição em disputa. O clube responderá também pela infração ao artigo 69, inciso 2, do Código Disciplinar da Fifa. O texto prevê rebaixamento a quem “influenciar o resultado da partida contrariando a ética desportiva”.

Qual será a defesa da Portuguesa contra a acusação do STJD?
Já tenho uma defesa desenhada, mas ainda preciso saber os detalhes da denúncia que o STJD vai fazer. O que posso adiantar é que a nossa defesa será objetiva: a Portuguesa respeitou uma ordem judicial e, por isso, abandonou o jogo contra o Joinville. Ninguém pode desrespeitar uma decisão judicial. Nem o Papa pode ignorar.

Por que a liminar do torcedor da Lusa foi cassada de forma tão rápida?
A CBF, por meio do advogado Carlos Miguel Aidar (novo presidente do São Paulo), disse que a Portuguesa agiu de má-fé ao abandonar o jogo porque sabia que a liminar obtida pelo torcedor  na 3ª Vara Cível do Foro Regional da Penha, em São Paulo, era irregular. Se era irregular, por que a CBF se preocupou e correu para cassá-la logo no dia seguinte? Eles fizeram isso num sábado, no meio de um feriado prolongado. A CBF fez isso para não correr o risco de atrapalhar os jogos do Fluminense e Flamengo na Série A, que têm interesse direto na nossa disputa judicial.
*O STJ decidiu que todas as ações envolvendo a disputa judicial entre Portuguesa e CBF devem ser concentradas na Justiça do Rio de Janeiro.

A Portuguesa pode vir a não jogar outras partidas da Série B caso novos torcedores obtenham novas liminares que venham a garantir o time na Série A?
Claro, vamos respeitar a decisão da Justiça sempre. Sempre que tiver uma liminar favorável, a Portuguesa não vai jogar. É uma questão de direito.

A Lusa vai entrar em campo contra o Santa Cruz, sábado, no Canindé?
Hoje, a Portuguesa está na Série B. Por enquanto, vamos respeitar a Justiça e jogar a partida. Mas isso pode mudar até o fim da semana. Vamos ver.



MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo