Qatar corta um terço dos estádios da Copa do Mundo de 2022




O diretor geral do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo do Qatar de 2022, Ghanim Al Kuwari  comunicou no domingo, 20, em coletiva de imprensa em Doha, que o país vai deixar de construir quatro dos doze estádios que foram anteriormente anunciados junto à FIFA para o torneio. Desse total, três seriam reformas e nove sairiam da estaca zero.

O dirigente não explicitou os motivos que levaram  ao corte de 50% no número de estádios. Especialistas, porém, afirmaram à agência de notícias Bloomberg que a decisão segue uma reavaliação das necessidades  do evento e também reflete o momento “morno” da economia do Qatar.

O país do oriente médio prevê gastos de 200 bilhões de dólares em infraestrutura para a Copa. Destes, apenas 4 bilhões de dólares são destinados à construção de estádios, valor similar ao gasto pelo Brasil até hoje, estimados pela Controladoria Geral da União (CGU) em R$ 7,5 bilhões.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo