Jogos do Rio têm provas sob risco



Rio2016
Algumas federações internacionais de esportes olímpicos têm expressado a cartolas brasileiros temor de que de instalações esportivas não fiquem prontas para os Jogos de 2016, no Rio. A raia de canoagem slalom, que levou três anos de obra em Londres, ainda nem foi licitada. E o fato de o COI ter citado um plano B para o local dos jogos alarmou parte desses cartolas.

Mundo Flamengo
Uma intensa negociação entre diretoria, comissão de estatuto e cúpula do Conselho Deliberativo aparou as arestas para a aprovação das emendas estatutárias do Flamengo, na segunda-feira. O principal ponto, que caiu, era o da confidencialidade de certos contratos.

Calção à venda
O departamento de marketing do Corinthians diz que vai vender até agosto o espaço publicitário no calção do uniforme. Afirma que três empresas mostraram interesse em abrir negociação. Recentemente, o clube fechou acordo com CityLar, que vai estampar sua marca no ombro da camisa.

Protesto nacional
Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro, busca apoio dos clubes para criar um movimento nacional contra as torcidas organizadas. No fim de 2013, o clube cortou relações com as uniformizadas após a briga entre torcedores no dia da conquista do  título do Brasileirão.

O outro lado
Em Brasília, a comissão de treinadores – que busca melhorias para a categoria – agora vai ouvir os patrões. A Comissão do Esporte vai receber Mustafá Contursi, presidente do Sindicato dos Clubes, Rubens Lopes, presidente da federação carioca, e Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e membro da bancada da bola.

Nó apertado
A Bancada da Bola se diz favorável a proposta de renegociação da dívida do deputado Otávio Leite (PSDB), mas qualifica o projeto como “estatizante demais”. Na visão do grupo, outros setores da economia receberão renegociação de dívidas sem que o governo exigisse tantas contrapartidas.

Dobradinha
Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, fez a contagem de votos da eleição da CBF. Ao final, Nobre declarou que o “futebol brasileiro estará em ótimas mãos” com a eleição de Marco Polo Del Nero. O atual presidente da Federação Paulista é conselheiro vitalício do Palmeiras e lá apoia Nobre.

Missão espinhosa
Uma das principais tarefas iniciais do novo vice de Futebol do São Paulo, cujo nome o novo presidente Carlos Miguel Aidar guarda a sete chaves, será blindar o departamento contra o agora ex-presidente Juvenal Juvêncio. Ninguém duvida que ele tentará continuar dando ordens como fez nos últimos oito anos.

Sem aclamação
Apesar da vitória larga, Del Nero não conseguiu ser eleito por aclamação, como ocorria com Ricardo Teixeira, que presidiu a CBF por 23 anos. Mas Del Nero deu mostra de poder ao vencer sem nem sequer discutir projeto de administração com seus eleitores.

De Letra
“Nem sei se vou estar vivo amanhã”
Rubens Lopes, presidente da Ferj e ex-opositor da CBF, sobre a possibilidade de voltar a fazer oposição a Marco Polo Del Nero.



  • Wagner Cruz

    Adoraria que o meu Corinthians não fechasse este patrocínio no calção, coisa mais horrorosa fica o uniforme.

  • Concordo com o presidente do Cruzeiro! Que sejam banidas todas as Organizadas!

  • Fabio

    Desde que o Léo Ribeiro, marginal de carteirinha, não participe das decisões do Mengão, estamos muito bem obrigado.

  • pedro roberto evangelista

    tem que unir os times e protestar contra a Globo pra parar de proteger o Itaquerense Paulista e o
    FLAvelado Carioca, ou então deixa essas duas mer-d@s jogarem entre si toda quarta e domingo e os outros 18 fazem um campeonato á parte…

    • Charles

      Boa idéia, faz uma liga sem essas duas carniças pra eles baixarem suas bolinhas !

MaisRecentes

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo