WTorre faz Palmeiras perder patrocinador



palmeiras

A WTorre impediu o Palmeiras de acertar acordo de R$ 12 milhões por ano com uma empresa que iria estampar a marca nas mangas e barra da camisa do time. A empresa também queria comprar espaços publicitários no Allianz Parque. A WTorre, responsável pela construção do estádio e que está brigada com o clube, não gostou da oferta da empresa, que por isso desistiu do negociação.

Bolinhas
Mesmo com a decisão do STJ sobre o título brasileiro de 1987, o São Paulo não deve pedir já a Taça das Bolinhas, disputada com o Flamengo. O provável futuro presidente, Carlos Miguel Aidar, disse que só vai agir após o clube do Rio recorrer ao STF, se isso ocorrer.

Em conjunto
Os grupos de oposição do Botafogo, o liderado pelo ex-presidente do Conselho Fiscal Antonio Carlos Mantuano e o Mais Botafogo, vão disputar juntos as próximas eleições e já receberam o apoio dos cardeais Claudio Good e Manuel Renha. Os cabeças de chapa serão decididos até julho.

À espera
O grupo político É Vasco, união da Cruzada Vascaína e da Pró-Vasco, diz que só não anunciou a adesão do empresário Jorge Salgado e de Fernando Horta, presidente da Unidos da Tijuca, para a eleição porque eles estão viajando. Diz esperar a volta de ambos, neste mês, para fechar o grupo e definir os candidatos.

Agenda atrasada
Os processos disciplinares contra vice-presidentes e um líder de oposição estão travando pontos da agenda política e administrativa do Flamengo. Um dos mais afetados é a reforma estatutária. Com o clima de radicalização política, a busca de entendimento nesse tema é quase impossível.

Obra da discórdia
O Conselho Deliberativo do Fluminense deve discutir em breve o orçamento da obra do CT, que prevê um gasto de R$ 22 milhões só com a terraplenagem do terreno. Especialistas dizem que o clube poderia até arrecadar aceitando receber terra de obras na cidade. O caso causou desgaste da diretoria com a base de conselheiros.

Isento
A CityLar, nova patrocinadora do Corinthians, obteve no início de 2014 a renovação de incentivos fiscais por dez anos. Com faturamento de R$ 1 bilhão/ano, a empresa deve deixar de pagar ao Fisco cerca de R$ 150 milhões/ano. O valor do acordo entre CityLar e Corinthians não foi divulgado.

Pressa
A CAP S/A, empresa criada pelo Atlético-PR para gerenciar a reforma da Arena da Baixada, corre para obter a liberação de R$ 6 milhões da Fomento Paraná até amanhã para sanar débitos de emergência, entre eles, os salários atrasados de operários, que têm ameaçado uma greve.

Questão de palavra
O candidato de oposição a presidente do São Paulo, Kalil Rocha Abdalla, diz que recebeu oferta da situação para presidir o Conselho Deliberativo se desistir da disputa, onde tem chances modestas. Há um mês, a situação ofereceu o cargo ao vice do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

De Letra
“O Flamengo virou um tribunal”
Hélio Ferraz, ex-presidente do Flamengo, sobre a troca de chumbo entre diretoria e oposição por meio de processos disciplinares.



MaisRecentes

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo