Fifa e COL realizam vistoria operacional ‘silenciosa’ na Arena Corinthians



ARENAAAAAA

Cerca de 50 representantes da Fifa e do COL participaram da vistoria operacional na Arena Corinthians (Foto: Bruno Andrade)

Representantes da Fifa e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo (COL) realizaram uma vistoria operacional “silenciosa” na manhã desta quinta-feira na Arena Corinthians, em São Paulo. Cerca de 50 profissionais envolvidos com o Mundial participaram do encontro. Nenhum deles conversou com a imprensa.

Especialistas de 19 áreas diferentes, entre elas, segurança, serviços médicos, limpeza e alimentação, checaram e avaliaram como serão feitas as operações durante o funcionamento do estádio. Antes de analisarem cada ponto, todos se reuniram por 50 minutos com Carlos de la Corte, gerente de arenas do COL.

Andrés Sanchez, responsável pela Arena Corinthians, apesar de estar presente no local, não acompanhou a vistoria operacional desta quinta-feira.

Na próxima segunda-feira, provavelmente com a presença do secretário-geral Jérôme Valcke, a Fifa vai realizar uma vistoria técnica. A grande preocupação da entidade é a instalação das estruturas provisórias do estádio. Em São Paulo, nem prefeitura e nem governo do Estado querem pagar pelas obras complementares (estruturas para imprensa, transmissão de TV, voluntários, tecnologia e outros serviços). O custo está estimado em R$ 60 milhões.

A Arena Corinthians, de acordo com Odebrecht, está 98,8% concluída. A porcentagem não leva em consideração as estruturas temporárias, de imprensa e arquibancadas provisórias. O estádio corintiano será palco da estreia da Copa do Mundo, em 12 de julho, no duelo entre Brasil e Croácia.

Calendário de visitas operacionais:

20 de março – Arena Corinthians – São Paulo
21 de março – Beira-Rio – Porto Alegre
22 de março – Arena da Baixada – Curitiba
23 de março – Arena Pantanal – Cuiabá
24 de março – Arena da Amazônia – Manaus
26 de março – Arena das Dunas – Natal



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo