Pedra no sapato? México quer ser uma “rocha” para o Brasil na Copa do Mundo



image (4)

Héctor González, coordenador técnico da seleção mexicana (à esquerda), ao lado de Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos, sub-sede do México na Copa do Mundo de 2014 (Foto: Bruno Andrade)

O principal confronto do Grupo A da Copa do Mundo certamente será Brasil x México, dia 17 de junho, às 16h, no Castelão, em Fortaleza. Apesar de reconhecer o favoritismo da Seleção Brasileira, a comissão técnica mexicana confia na própria qualidade e também no histórico recente para triunfar.

– O Felipão costuma dizer que o México é a pedra no sapato do Brasil. Espero que a gente seja uma rocha (risos). Brasil x México será um grande jogo, com certeza. Temos totais condições de vencer a partida.  Além de confiar na qualidade do nosso time, vamos aproveitar o fato de o Brasil jogar em casa, já que pode existir pressão da torcida em alguns momentos do jogo – declarou Héctor González, coordenador técnico da seleção mexicana, à De Prima.

– O Brasil tem uma grande equipe, mas o México também vai forte para o Mundial. Temos feito um grande trabalho e vamos brigar para garantir a liderança do grupo – complementou.

De 2005 pra cá, Brasil e México se enfrentaram sete vezes. Foram quatro vitórias mexicanas e três vitórias brasileiras. O duelo mais marcante neste período foi a final das Olimpíadas de Londres em 2012. Com dois gols do carrasco Peralta, o México venceu o Brasil por 2 a 1 (Hulk fez o gol de honra brasileiro) e conquistou a medalha de ouro.

HISTÓRICO RECENTE – BRASIL x MÉXICO

2005 – Brasil 0 x 1 México – Copa das Confederações (Hannover/Alemanha)
2007 – Brasil 0 x 2 México – Copa América (Puerto Ordaz/Venezuela)
2007 – Brasil 3 x 1 México – Amistoso (Foxborough/EUA)
2011 – Brasil 2 x 1 México – Amistoso (Torreón/México)
2012 – Brasil 0 x 2 México – Amistoso (Dallas/EUA)
2012 – Brasil 1 x 2 México – Olimpíadas (Londres/Inglaterra)
2013 – Brasil 2 x 0 México – Amistoso (Fortaleza/Brasil)



  • Cristiano Simon

    Corrigindo, o jogo de 2013 não foi amistoso e sim pela Copa das Confederações.

MaisRecentes

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo

Empresa explica saída do Brasil do Tour da Taça da Copa do Mundo



Continue Lendo