Pronto para ‘viver ou morrer’, presidente diz que Lusa entra na Justiça comum até sexta



O presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, avisou que até o fim desta semana a Portuguesa entrará na Justiça comum, a fim de reaver sua vaga na Série A do Brasileiro, retirada em julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), ano passado, pela escalação irregular do meia Héverton. Segundo ele, falta apenas um último acerto com o departamento jurídico para definir se a ação será feita na quinta, ou sexta.

– Vamos entrar com certeza, é um fato consumado. Dependo do departamento jurídico para definir se estará tudo pronto para tomar a atitude amanhã (quinta-feira) ou sexta. Tenho apoio total para entrar no clube – afirmou o dirigente em entrevista à DE PRIMA, sem temer uma possível retaliação da CBF.

– Quando você vai para a guerra, vai para tudo, para viver ou morrer, e quando você faz algo, tem que acreditar (de que dará certo) – acrescentou.

A ação na Justiça era algo esperado no clube antes do Carnaval. Desde que o STJD decretou a queda da Lusa – que por consequência salvou o Fluminense do rebaixamento – o clube tentou voltar à elite pela CBF, e até politicamente, mas não obteve sucesso. O fato de o Betim ter tomado a mesma atitude, e obtido assim a vaga na Série C, é um fator de confiança dentro do clube do Canindé.

*Por Thiago Ferri



MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo