Lula quer Andrés como deputado federal



Treino do Corinthians
Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República, tenta convencer o ex-presidente corintiano Andrés Sanchez (foto) a entrar na política e disputar pelo PT uma cadeira na Câmara dos Deputados na eleição de outubro deste ano. Um amigo de Andrés assegura que o cartola, hoje responsável pela Arena Corinthians, vai aceitar. Mas oficialmente este diz que não tomou nenhuma decisão.

Voto histórico
O COB alterou o estatuto e na próxima eleição presidencial um representante de atletas poderá votar. Na última eleição, o colégio eleitoral foi composto por 30 presidentes de confederações e três membros natos. O colégio eleitoral ainda não está definido.

Derrota cantada
Andrés Sanchez não acredita na vitória do parceiro Francisco Novelletto, presidente da Federação Gaúcha, na eleição presidencial da CBF, em abril. Andrés tem dito nos bastidores que Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista, já ganhou o pleito e que o futebol brasileiro vai seguir administrado “na sangria”.

Dedo apontado
A reunião do Conselho de Orientação e Fiscalização do Corinthians, realizada na última segunda-feira à noite, elegeu o diretor financeiro Raul Correa como um dos principais responsáveis pela grave crise financeira que vive o clube. Aliados de Correa se revoltaram, dizendo que não foi ele que decidiu fazer os gastos.

Mudança à vista
A diretoria do Vitória deve anunciar até o fim de fevereiro a Puma como fornecedora de materiais esportivos. Reuniões marcadas para esta semana vão sacramentar o acordo. A Puma vai substituir a Penalty, cujo contrato com o clube vai se encerrar em maio.

Papagaio inesperado
O Ministério da Fazenda recusou o recurso do Flamengo contra a multa aplicada pelo Banco Central durante as gestões de Márcio Braga e Kléber Leite. Atualizado, o débito chega a R$ 60 milhões. O clube carioca ainda pode recorrer à Justiça. Outros clubes receberam multas semelhantes.

Tô fora
Carlos Miguel Aidar, candidato da situação à presidência do São Paulo, convidou Juvenal Juvêncio, atual presidente, para ser diretor de futebol do clube caso vença a eleição em abril. Juvenal rejeitou o convite e reiterou o desejo de se afastar um pouco da política. Hoje, Rubens Moreno é o diretor de futebol são-paulino.

Aprendendo a pescar
A direção do Bahia tem pedido a parceiros comerciais ajuda para ajustar o setor financeiro do clube. Mas, ao contrário da tradição dos clubes, os dirigentes não pedem dinheiro ou antecipação de cotas. Eles pedem assessoria para aprimorar a gestão e melhorar a eficiência do uso dos recursos.

Sem conversa
Gilvan Tavares, presidente do Cruzeiro, disse a dois dirigentes de torcidas organizadas que não pretende fazer nenhuma concessão depois de bani-las do clube, como também que quer distância em sua campanha como deputado estadual. O Cruzeiro é um dos poucos clubes que rompeu com as uniformizadas.

De Letra
“Não existe ética dentro do futebol. Existe farsante”
Paulo Angioni, ex-gestor de futebol de Corinthians, Flamengo e Vasco, sobre o esporte no Brasil.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo