CBF quer lavar mão sobre caso Portuguesa



marin
A CBF vai tentar empurrar para os clubes a decisão sobre o caso da Portuguesa na reunião de amanhã do Conselho Técnico da Série A. Vai discutir se o Brasileirão vai ter 20, 21 ou 24 clubes, e se a Lusa poderá ser aceita. A saída do Fluminense não deve ser apresentada, inclusive porque o representante do clube estará presente. A reunião também tem caráter eleitoral, para buscar apoio para a situação.

Carimbo
Os conselheiros de situação do São Paulo avaliam que a oposição se desgastou com o episódio da obra de modernização da arena. A avaliação é que o grupo rival não consegue se livrar da imagem de que sabotou um projeto bom para o clube por motivo eleitoral.

Bola fora
Atletas do Corinthians ficaram desapontados o ex-presidente Andrés Sanchez, que pediu para eles perdoarem os torcedores que invadiram o CT no sábado, agredindo funcionários, quebrando carros e furtando celulares. Pela irritação de alguns deles, Sanchez agora é que precisa de perdão.

Em cima do muro
Os líderes do Bom Senso FC têm cobrado que os clubes assumam publicamente posição a favor do movimento e da paralisação do Paulistão. A recorrente postura de apoiar os jogadores em particular e não fazer nada abertamente está criando um incômodo crescente entre os jogadores, especialmente desses times.

Preço mínimo
Após conversas com empresários, a direção do Audax Rio definiu o preço mínimo para vender o clube: R$ 5 milhões. A ideia é negociar o clube até março. Dono do time, o executivo Mário Teixeira, do Bradesco, quer manter apenas as equipes de São Paulo: Grêmio Osasco Audax e Grêmio Osasco.

Conta justa
A SuperVia, operadora dos trens de subúrbio do Rio, reservou apenas 6 mil lugares para torcedores do Botafogo, na saída do jogo de hoje, pela Libertadores. Segundo a empresa, o número é suficiente. A SuperVia diz que faz estimativas usando variáveis como times, dia, horário e fase do torneio.

Esfriou
A criação de uma comissão para investigar as contas do ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo esfriou o ânimo dele para sair candidato como vice-presidente na chapa de Vlademir Pescarmona a presidente do Palmeiras. Arnaldo Tironie, que também sofrerá sindicância, negociava apoio a um candidato de situação.

Sem comunicação
A Globo não foi procurada pela Federação Paulista de Futebol para analisar o pedido de adiamento do jogo do Corinthians contra a Ponte Preta, no último domingo. No entanto, o clube diz ter sido informado pela entidade que a emissora foi a responsável pelo veto da mudança de data.

Apoio de peso
Embora as eleições gerais de outubro sejam sua prioridade, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem apoiado a oposição na eleição da CBF. Sempre que pode, Lula liga a presidentes de federações e elogia Francisco Novelletto. Além de Lula, Dilma Rousseff quer distância dos atuais dirigentes da CBF.

De Letra
“Felizmente, o Bom Senso e o Sindicato estão compartilhando as mesmas ideias. Enfim, estão brigando juntos”
Paulo César, um dos líderes do Bom Senso FC, sobre a possível paralisação do Paulistão no próximo fim de semana.



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo