CBF quer lavar mão sobre caso Portuguesa



marin
A CBF vai tentar empurrar para os clubes a decisão sobre o caso da Portuguesa na reunião de amanhã do Conselho Técnico da Série A. Vai discutir se o Brasileirão vai ter 20, 21 ou 24 clubes, e se a Lusa poderá ser aceita. A saída do Fluminense não deve ser apresentada, inclusive porque o representante do clube estará presente. A reunião também tem caráter eleitoral, para buscar apoio para a situação.

Carimbo
Os conselheiros de situação do São Paulo avaliam que a oposição se desgastou com o episódio da obra de modernização da arena. A avaliação é que o grupo rival não consegue se livrar da imagem de que sabotou um projeto bom para o clube por motivo eleitoral.

Bola fora
Atletas do Corinthians ficaram desapontados o ex-presidente Andrés Sanchez, que pediu para eles perdoarem os torcedores que invadiram o CT no sábado, agredindo funcionários, quebrando carros e furtando celulares. Pela irritação de alguns deles, Sanchez agora é que precisa de perdão.

Em cima do muro
Os líderes do Bom Senso FC têm cobrado que os clubes assumam publicamente posição a favor do movimento e da paralisação do Paulistão. A recorrente postura de apoiar os jogadores em particular e não fazer nada abertamente está criando um incômodo crescente entre os jogadores, especialmente desses times.

Preço mínimo
Após conversas com empresários, a direção do Audax Rio definiu o preço mínimo para vender o clube: R$ 5 milhões. A ideia é negociar o clube até março. Dono do time, o executivo Mário Teixeira, do Bradesco, quer manter apenas as equipes de São Paulo: Grêmio Osasco Audax e Grêmio Osasco.

Conta justa
A SuperVia, operadora dos trens de subúrbio do Rio, reservou apenas 6 mil lugares para torcedores do Botafogo, na saída do jogo de hoje, pela Libertadores. Segundo a empresa, o número é suficiente. A SuperVia diz que faz estimativas usando variáveis como times, dia, horário e fase do torneio.

Esfriou
A criação de uma comissão para investigar as contas do ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo esfriou o ânimo dele para sair candidato como vice-presidente na chapa de Vlademir Pescarmona a presidente do Palmeiras. Arnaldo Tironie, que também sofrerá sindicância, negociava apoio a um candidato de situação.

Sem comunicação
A Globo não foi procurada pela Federação Paulista de Futebol para analisar o pedido de adiamento do jogo do Corinthians contra a Ponte Preta, no último domingo. No entanto, o clube diz ter sido informado pela entidade que a emissora foi a responsável pelo veto da mudança de data.

Apoio de peso
Embora as eleições gerais de outubro sejam sua prioridade, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem apoiado a oposição na eleição da CBF. Sempre que pode, Lula liga a presidentes de federações e elogia Francisco Novelletto. Além de Lula, Dilma Rousseff quer distância dos atuais dirigentes da CBF.

De Letra
“Felizmente, o Bom Senso e o Sindicato estão compartilhando as mesmas ideias. Enfim, estão brigando juntos”
Paulo César, um dos líderes do Bom Senso FC, sobre a possível paralisação do Paulistão no próximo fim de semana.



MaisRecentes

Vasco acerta aumento pontual da exposição do Azeite Royal na camisa



Continue Lendo

Especialistas em Direito do Esporte se unem em um novo escritório de advocacia



Continue Lendo

Caso Everest: Diário Oficial publica autorização para licitar nova sede do clube



Continue Lendo