Palmeiras fecha 2013 com déficit de R$ 22 mi



Apesar da política de cortes do presidente Paulo Nobre, o Palmeiras fechou 2013 com um déficit de cerca de R$ 22 milhões. E a culpa não é das obrigações financeiras – elas nem respondem pela maior fatia. O futebol e demais esportes ficaram R$ 8,9 milhões no vermelho, mesmo com o time disputando a Série B. Esse é o oitavo ano seguido que o clube fecha no negativo.

Escudeiro
O presidente da Federação de Goiás, André Pitta, não desgrudou do presidente da FPF, Marco Polo Del Nero em reunião do sindicato de federações e clubes do Brasil, em SP. Pitta é um dos maiores aliados de Del Nero e é voto certo nas eleições da CBF, em abril.

Andrade Gutierrez
O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, diz que vai encontrar uma nova construtora “nos próximos dias”. Segundo ele, a intenção de fazer a votação do contrato até março persiste, mas só será feito com o novo parceiro. O raciocínio indica que a saída da AG não é tão traumática quanto a diretoria quer fazer crer.

Fogos de artifício
A atitude da Andrade Gutierrez no caso do São Paulo contrasta com a posição da empresa no caso da reforma do Beira-Rio. A reação colorada contra a construtora foi muito maior e já existia um projeto de reforma aprovado. A diretoria levou várias reuniões para convencer os conselheiros a aprovar. E a AG não desistiu.

Fim da linha
A escolha de Francisco Novelletto para candidato de oposição confirmou a rejeição que Andrés Sanchez tem entre as federações. A oposição concluiu que com Novelletto é possível conseguir apoio suficiente para a inscrição da chapa para a eleição na CBF.

Regularização
O Vasco começa hoje a convocar cerca de 3 mil sócios para que regularizarem seus cadastros. Há problema como falta de documentos e de confirmação do registro feito pela internet. Os 1.730 associados que entraram no dia 30 de abril estão entre os convocados. A apresentação começa no dia 2.

Agora vai?
Após três adiamentos, Abílio Borges, presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, definiu o dia 11 de fevereiro para debater as contas de 2012, que foram reprovadas pelo Conselho Fiscal. Nos três últimos anos, as contas foram reprovadas pelo Conselho Fiscal e aprovadas pelo Deliberativo.

Sem verba
A menos de um mês de seu início, o Aberto do Brasil ainda não anunciou patrocinadores. O torneio é disputado desde 2012 em São Paulo, sucedendo a Costa do Sauípe (BA). A premiação anunciada do torneio é de 540 mil dólares (cerca de R$ 1,3 milhão).

Saúde frágil
A saúde do presidente da Conmebol Eugenio Figueredo, 81, preocupa cartolas sul-americanos. Quando esteve no Brasil na festa de encerramento do Brasileiro, aproveitou a estada em São Paulo para fazer exames cardiológicos no hospital Sírio Libanês e foi submetido a uma cirurgia cardíaca de emergência.

De Letra

“Estou pasmo com Juvenal Juvêncio. Como a diretoria pode jogar sua incompetência na conta da oposição?”

Kalil R. Abdalla, sobre rescisão de contrato da Andrade Gutierrez para as obras do novo Morumbi

 



  • Flávio

    Mais alto que 2012?
    Essa informação é importante, se não, o conteúdo da matéria fica tendencioso…
    São muito raros os casos de você sair do déficite para o superaviti em um ano…
    Se a tendência for de redução do déficite, estaremos no caminho certo…

    • Flavio Lanza

      Flavio, algum dia vc viu o Lance! publicar uma matéria não tendenciosa a favor do Palmeiras?

    • Ricardo

      Concordo Flávio, a impressão é que essa diretoria causou a dívida..quando ela está solvendo a dívida.

      • Eduardo Pires

        Com certeza, todo o déficit foi no primeiro semestre, o segundo praticamente zerou, tudo herança do Tirone, agora em 2014 a previsão é de 20 milhões de reais de lucro, os passos estão sendo bem dados e na direção certa.

  • Eduardo Pires

    Você deveria dizer que todo o déficit foi alcançado no primeiro semestre e foi praticamente zerado no segundo, sendo que o clube projeta lucro de 19 milhões em 2014. Os passos foram perfeitos e dados como devem ser.

  • Lucas Ruiz

    Tá mais cade o patrocínio master poha ja faz quase um ano e nada, a politica é boa mais sem patrocínio vai ser difícil ein

MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo