Bom Senso quer ser ouvido no Brasil todo



O Bom Senso vai lançar em janeiro um manifesto e uma grande ação de comunicação em redes sociais e veículos de mídia local. A avaliação é que o público e muitos jogadores de times pequenos estão mal-informados sobre o movimento. O Bom Senso vai continuar a subir o tom de suas manifestações, porque considera que a CBF ainda não o leva a sério.

Réveillon
Dias após virar vice de Futebol do Fluminense, Ricardo Tenório foi passar o Réveillon em Miami. Na sua empresa, no Rio, Tenório deixou avisado que só volta no dia 20 de janeiro, um dia após o reinício do Carioca. A reapresentação do Fluminense será no dia 7.

Transparência
A oposição do São Paulo cobra da diretoria que mostre o plano de negócios da Arena São Paulo e as garantias que o clube terá em caso de problemas na parceria para a reforma do Morumbi. Os conselheiros, favoráveis à ideia, não querem ouvir apenas explicações, pedem mais transparência.

Mirando o pé
Advogados esportivos do Rio criticaram a estratégia do Flamengo de atuar na defesa da Portuguesa no julgamento do STJD. Dizem que a medida era potencialmente suicida, porque, se a Lusa tivesse sido absolvida, e o Flamengo não, o rebaixado teria sido o Rubro-Negro. O vice jurídico do Fla, Flávio Willeman, não foi ao julgamento.

Denúncia
O ex-árbitro assistente Marçal Mendes entrou com ação no Ministério Público do Trabalho denunciando a FPF de cobrar taxa de inscrição dos árbitros. Também denunciou o ex-assistente Arthur Alves Pinto por acumular funções no sindicato, na cooperativa e cargo de confiança na FPF.

Fogo amigo
Aliados pressionam o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, a dispensar os diretores remunerados, a começar pelo diretor-geral Cristiano Koehler. Esses conselheiros e diretores defendem a volta da administração amadora, absorvendo conselheiros que estão sem cargo. O contrato dos executivos termina na terça-feira.

Distância
Líderes do Bom Senso negam que Paulo André se aproximou do presidente do sindicato dos atletas, Rinaldo Martorelli. Dizem que o corintiano está fora do país, com o celular desligado. O Bom Senso, desde o início, repeliu os líderes sindicais do futebol, que estão há quase 20 anos nos cargos.

Sem fundo
Candidato de oposição à presidência do São Paulo, Kalil Rocha Abdalla nega que poderosos empresários seus amigos tenham prometido criar um fundo de R$ 100 milhões para contratações em 2014. Rocha Abdalla disse que acertou apenas o apoio, sem discutir participação financeira.

Sonho de Natal
De férias, o diretor-executivo do Internacional, Newton Drummond, diz que não recebeu oferta do Botafogo pelo atacante Forlán. Drummond diz que a multa rescisória do contrato, que vai até 2015, é alta. Mas, como o Botafogo está na Libertadores-2014, o diretor não descarta uma proposta do Glorioso.

DE LETRA
“Quem assumir o clube no fim de 2014 não vai dar preferência para pagar dívidas que não estão em nome do Palmeiras”
Wlademir Pescarmona, conselheiro, alfinetando Paulo Nobre, que pegou dinheiro em seu nome para o clube.



MaisRecentes

Zagueiro Felipe Santana, ex-Atlético-MG, pode ir para o futebol alemão



Continue Lendo

Investimento milionário na Granja Comary incomoda dirigentes de clubes da Série A



Continue Lendo

Cargos de vice-presidentes têm gerado desconforto entre grupos políticos no Vasco



Continue Lendo