Paulo André desperta interesse de partidos políticos



Treino do Corinthians

Articulado, Paulo André tem chamado a atenção de partidos políticos (Foto: Reginaldo Castro)

Um dos principais líderes do movimento Bom Senso FC, o zagueiro Paulo André, do Corinthians, se tornou alvo de disputa de partidos políticos. Além do PSOL, que promete procurar o jogador ainda em dezembro, outras duas legendas demonstraram interesse na filiação do corintiano. O jogador, no entanto, não tem vontade de entrar no cenário político neste momento.

Apoio
Joseph Blatter, presidente da Fifa, se mostrou favorável ao Bom Senso FC, que pede redução de jogos e mudança no calendário. O dirigente disse que o assunto é interno no Brasil, mas enfatizou que “ter jogos demais no estádio ou na TV não é bom para o futebol”.

Amizade
Rodrigo Caetano, diretor executivo do Fluminense, garante que não vai fechar com o Internacional e, com isso, tirar o lugar do amigo e diretor executivo de futebol Newton Drummond, o Chumbinho. Apesar de rechaçar um lugar na diretoria do clube gaúcho, Caetano não deve mesmo permanecer nas Laranjeiras em 2014.

Chance perdida
Parte da diretoria do Corinthians culpa o presidente Mário Gobbi por não ter vendido Romarinho para o Bayer Leverkusen (ALE), em maio, por 12 milhões de euros. Na época, Gobbi foi o único da direção favorável a manutenção do atacante, que, hoje, está na lista de jogadores negociáveis.

Estatuto
A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) fará uma Assembleia Extarordinária no dia 18 de dezembro para discutir mudanças no estatuto. A pauta será adequações a MP 620 (mandatos de presidentes limitados a oito anos). Vale lembrar que a CBB já possui restrição de mandato.

Sem casa
A Chapecoense corre o risco de disputar o primeiro jogo na Série A do Brasilerão fora da Arena Condá. Isso porque a prefeitura de Chapecó e a Rotesma, empresa vencedora da licitação para realizar as obras para ampliar a capacidade do estádio para 15 mil torcedores, não garantem a conclusão da reforma até abril.

Perto do adeus
Após acertar verbalmente a renovação de contrato com o Atlético-PR, o meia Paulo Baier pode não permanecer no clube em 2014. Nos últimos dias, o jogador virou alvo de fortes críticas internas do presidente Mário Celso Petraglia, que está insatisfeito com a queda de rendimento do time.

Custo extra
O governo de Minas Gerais deve gastar de R$ 40 a 45 milhões com as estrutura temporárias para a Copa do Mundo. O valor é cerca de 25% maior do que o gasto para a Copa das Confederações. Neste torneio, aliás, a média de gasto das sedes para essas estruturas foi de cerca de R$ 30 milhões.

Corte de gastos
Zé Roberto está com os dias contados no Grêmio por causa do alto salário: R$ 600 mil/mês. Apesar da cláusula que garante a renovação em caso de classificação à Libertadores, o meia já conversa para sair de forma amigável. O elenco gremista não recebe os valores dos direitos de imagem há mais de um mês.

De Letra
“Isso você sai saber depois da Copa do Mundo no Brasil”
Michel Platini, presidente da Uefa, sobre a sua possível candidatura à presidência da Fifa em 2015.



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo