Comitê gestor santista custa R$ 250 mil/mês



O Santos pode gastar neste ano mais de R$ 3 milhões com o funcionamento do comitê de gestão. O órgão decisório do clube não remunera seus membros, mas teve gastos médios de R$ 250 mil por mês até julho, incluindo média de cerca de R$ 80 mil/mês de salários e encargos. Até gastos com direitos de imagem estão registrados na execução orçamentária.

Aprontando as armas
Um grupo de oposição do Santos já tem um parecer jurídico contrário à tese de um novo mandato para o presidente Odílio Rodrigues. E já alardeia que irá à Justiça caso Rodrigues decida pela interpretação do estatuto que lhe permita concorrer.

Estatuto verde
A comissão de estatuto do Palmeiras deve terminar o trabalho no fim do ano. Em janeiro, o texto será entregue a um escritório de advocacia para a redação final e aí irá para o Conselho. A maior mudança será o aumento do mandato para três anos, com até uma reeleição. Paulo Nobre poderá concorrer a mais um mandato.

Ressarcimento
A Soccerex não descansa para tentar recuperar fazer o governo do Rio pagar o prejuízo que teve com o cancelamento do evento do este ano no Rio. A empresa enviou notificação ao governo com o prejuízo que calcula ter sofrido. Se o governo seguir em silêncio, entrará com ação na Justiça.

Vitrine
O atacante Rildo, da Ponte Preta, deve ser o primeiro a deixar o clube, ao final do ano ou antes no fim da temporada. O jogador recebeu propostas de clubes do Brasil e exterior. O histórico de intempestividade do começo da carreira, no Vitória, já não pesa. A Ponte nem devem tentar segurá-lo.

Estouro
O custo da reforma da Arena da Baixada, em Curitiba, subiu para R$ 326,7 milhões. O aumento nos gastos é de 23,1% na comparação com o último orçamento, de R$ 265,2 milhões. Se analisado com o primeiro orçamento, de R$ 184,6 milhões, o acréscimo para o estádio da Copa já ultrapassa os 77%.

Primeira chance
Geraldo Delamore, que foi auxiliar técnico de Tite no Corinthians, será anunciado amanhã como o novo técnico do Juventude, de Caxias do Sul (RS). Delamore, que trabalhou no clube paulista entre 2010 e 2013, terá a primeira oportunidade como treinador profissional na carreira.

Esforço inútil
Um grupo de 30 pessoas viajou no sábado de Volta Redonda, a cerca de 90 km do Rio, para a capital do estado para para fazer boca-de-urna para Deley na eleição do Fluminense, na sede do clube em Laranjeiras. O apoio foi vão, pois Peter Siemsen conseguiu a reeleição com 80% dos votos, vencendo com mais folga do que em 2010.

Garantia
Representantes do Manchester United vão pedir à CBF após o Brasileirão uma análise do histórico do meia Everton Ribeiro, do Cruzeiro. Antes de oficializar uma proposta ao clube mineiro, os ingleses querem saber se o jogador tem condições de obter a licença de trabalho exigida na Inglaterra.

De Letra
“Formar para vencer. E vencer para formar. Esta é a nova filosofia da base do Corinthians”
Marcelo Rospide, superindentente da divisão de base, sobre os títulos estaduais dos times sub-13, sub-15 e sub-17.



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo