Cruzeiro dá aumento de 28% para Marcelo Oliveira



*Colaboraram Fábio Aleixo e Felipe Bolguese

O técnico Marcelo Oliveira, que acertou ontem a renovação de contrato com o Cruzeiro, vai receber R$ 450 mil/mês em 2014. Ele recebia R$ 350 mil/mês no vínculo antigo. O título do Brasileirão foi o principal trunfo para o treinador ganhar um aumento de 28% no salário. O técnico do Atlético-MG, Cuca, campeão da Copa Libertadores, ainda não renovou.

Bola laranja
Inspirada no Bom Senso FC, a associação de atletas profissionais de basquete negocia com CBB e LNB melhores condições de trabalho. Além do calendário, que nem existe, pede que seja cumprida a lei no que se refere a direitos de arena e relações de trabalho. A AAPB diz que os atletas de São Paulo, em razão do excesso de jogos, sofrem muitas lesões.

Contagem regressiva
O prazo para o BNDES assinar o empréstimo do Corinthians termina em 31 de dezembro. Apesar de o banco dizer que há flexibilidade sobre essa data, ela só será esticada se o contrato estiver próximo da assinatura, o que não ocorre hoje. Faz seis meses que o Corinthians anunciou acordo (não confirmado) com a Caixa.

Fair play
O São Paulo é o único clube que não recebe reclamações sobre atraso de pagamento de agentes. Os clubes do Rio e o Palmeiras são apontados como maus pagadores. Os atrasos estão levando muitos agentes menores a desistir da atividade, concentrando atletas nas mãos dos maiores agentes.

Questão de economia
Com o Ladetec descredenciado pela Wada, a Confederação Brasileira de Atletismo está usando um laboratório do Canadá para fazer os testes antidoping. A CBF usa um laboratório em Los Angeles. Enquanto a CBF envia um portador com os frascos com urina, a CBAt envia-os pelo correio.

Stand by
O Corinthians vai começar na semana que vem a procurar um possível substituto para o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves, caso este decida de afastar em 2014. Duílio sofre de fortes enxaquecas, mas resiste a deixar o cargo porque seu superior, Roberto de Andrade, também pedirá licença em janeiro. O nome que vai ficar em “stand by” sairá de reuniões internas da diretoria.

Viúva no telhado
Preocupada em ver o projeto do hotel no Morro da Viúva ir água abaixo, a diretoria do Flamengo tem se reunido quase todas as semanas com a REX, do grupo EBX, para ver como está o andamento dele. Se o projeto não sair, o clube carioca perderá o perdão na dívida de IPTU do prédio, o que pode impactar nas finanças.

Outro lado
O diretor-geral do Vasco, Cristiano Koehler, nega que o clube carioca tenha vendido sua parte nos direitos econômicos do meia Marlone. Disse que há só “especulações” e que o Vasco só vai analisar propostas pelo jogador após o Brasileirão.

Por cima
Gilson Kleina tem em mãos desde a semana passada uma proposta de renovação com o Palmeiras. Mas o treinador, cujo contrato se encerra no fim deste ano, ainda não deu resposta à diretoria. Ele está dando um chá de cadeira na direção depois de a ela ter divulgado na mídia que procurou outros treinadores.

De Letra
“É injusto. Ele (Pelaipe) vai deixar o Flamengo na Libertadores e sair? Quem deveria sair é o Wallim”
Leonardo Ribeiro, líder da oposição do Flamengo, sobre os dirigentes Paulo Pelaipe e Wallim Vasconcellos.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo