São Paulo cede, faz compromisso e entra na Copa São Paulo



O boicote dos clubes deu resultado e o São Paulo enfim recuou. O clube enviou nesta sexta-feira carta à Federação Paulista de Futebol firmando compromisso de não mais tirar jogadores menores de 16 anos da base de outros clubes sem antes negociar com eles. Com, isso vai poder participar da Copa São Paulo de Juniores do ano que vem.

O clube foi acusado de tirar vários jogadores, até mesmo do rival Corinthians. O último caso foi o goleiro Lucão, da Ponte Preta. No clube desde os 12 anos, foi convocado para a Seleção sub-17. Durante os treinos da equipe, no CT de Cotia, ele foi procurado pelos dirigentes do São Paulo e se transferiu. A atitude provocou um novo boicote geral dos clubes contra o São Paulo e desta vez ameaçava a Copa São Paulo, a mais importante do país. Nem a pressão do presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, sobre os clubes, acabou com o movimento, que congregou a maioria dos grandes clubes do Brasil, incluindo os quatro do Rio, os dois de Minas, Corinthians, Atlético-PR, Coritiba, Goiás, Sport e Vitória. O Santos se colocou publicamente contra o boicote, embora condenasse a atitude do São Paulo. O Grêmio apoiou o São Paulo.

A carta do São Paulo, assinada pelo presidente Juvenal Juvêncio, foi a resposta a uma reunião entre o clubes e representantes de Corinthians, Ponte Preta, Fluminense e Vitória (BA), há quase duas semanas. Não houve acordo, e o São Paulo representado pelo gerente da base Geraldo e por um advogado, disse que enviaria a resposta diretamente à FPF. Na carta, Juvenal, diz também que vai negociar com a Ponte Preta por Lucão.

O boicote é mais um caso de sucesso do Código de Ética assinado pelos clubes há dois anos. Na época, sob a liderança do então da Seleção Brasileira sub20 Ney Franco, os gerentes de futebol dos clubes das Séries A e B firmaram acordo de não “roubar” jogadores abaixo de 16 anos, os que não possuem contratos de trabalho.

Meses depois, o Atlético-PR quebrou o acordo ao inscrever o atacante Mosquito que havia sido tirado do Vasco por seu agente. O Atlético sofreu boicote, mas depois fez um acordo financeiro com o Vasco e manteve o jogador. Mosquito é a estrela do Campeonato Mundial sub-17, que está em andamento.

Em seguida, o São Paulo foi acusado repetidas vezes e chegou a sofrer boicotes. O clube sempre reagiu a isso dizendo que não se poderia impedir os jogadores de escolher um clube com maior infra-estrutura. O CT de Cotia é considerado o melhor CT de base do Brasil e um dos melhores do Brasil.



MaisRecentes

Após confirmação de Valentim em 2019, goleiro Martín Silva deve sair do Vasco



Continue Lendo

Arena da Baixada recebe evento com forças da segurança pública do Paraná



Continue Lendo

Justiça determina que eleição no Volta Redonda tenha urna para sócios ‘sub judice’



Continue Lendo