Juvenal escolhe Aidar como candidato



O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, escolheu o ex-presidente Carlos Miguel Aidar para ser o candidato da situação na eleição presidencial de abril. A força de Aidar ficou clara depois da renúncia de dois pré-candidatos, Júlio Casares e Roberto Natel, a seu favor. O vice Carlos Augusto Barros e Silva ainda não desistiu. Aidar não admite, mas se considera favorito na eleição.

Torcedor marqueteiro
Um empresário torcedor do São Paulo foi quem deu a Juvenal Juvêncio a ideia de rodízio do preço de ingressos no Morumbi, que, por alguns jogos, encheu o estádio. Em e-mail longo, ele sugere outras coisas, como a volta de Lúcio e uma “sessão de tortura” a Ganso.

Vai emplacar

A diretoria do Flamengo tem conseguido bastante apoio para a defesa do seu acordo para exploração do contrato com a Estapar para o estacionamento. Contrariando até posição de membros do “Centrão” do Conselho, a diretoria diz que comercializar vagas para gente de fora do clube não fere o edital de concessão.

Música na TV

O Corinthians negocia com canais de TV aberta a transmissão da final do festival de música, em novembro. O Canto Por Ti Corinthians já recebeu mais de 500 canções para o evento e as inscrições estão abertas até o fim de setembro. O Fiel Torcedor e a rede Poderoso Timão são patrocinadores.

Reação do apito
A comissão de arbitragem da CBF não considerou erro grave a marcação do pênalti na vitória do Grêmio sobre a Portuguesa. A comissão considera que Jailson Macedo de Freitas vem fazendo um bom campeonato. Por fim, irá ao STJD contra o técnico da Portuguesa alegando calúnia.

Triste fim

O ex-presidente do Palmeiras Arnaldo Tirone teve suas contas de 2011 rejeitadas sem nenhum voto a favor pelo Conselho Deliberativo na reunião de ontem à noite. Foram 181 votos contra e 22 abstenções. Tirone saiu antes da votação. Muitos de seus diretores votaram contra ele.

Lucro
A conta da empresa que realiza os jogos da CBF é de que a partida em Boston, contra Portugal, hoje, terá arrecadação 2,5 vezes maior do que sábado, no Mané Garrincha, contra a Austrália. Os eventos fora do país rendem mais porque o público é maior e os ingressos são, em média, mais caros.

Nova casa
Depois da Cabofriense voltar para a elite do futebol carioca, a prefeitura da cidade refez uma promessa de quatro anos atrás: diz que vai dar um novo estádio para o time, com capacidade para 20 mil pessoas. O plano é ter a arena pronta em quatro meses, para que na próxima edição possa haver transmissão das partidas.

Casão
A parceria lançada ontem entre ESPM e Corinthians era para ter outro nome: Casão, em referência ao ex-jogador Casagrande. O ex-craque, no entanto, não teria topado, por um veto da Rede Globo, emissora onde trabalha. O formato, inicialmente, era de uma house dentro do clube, mas  virou estágio.

DE LETRA

“O que é certo é que eu não sairei atrás de voto. Eu não pedi para ser candidato”
Carlos Miguel Aidar, dias antes de ser escolhido candidato da situação na eleição do São Paulo.



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo