Cobranças de uruguaios à Conmebol começaram depois de saída de Nicolás Leoz



O empresário uruguaio Francisco “Paco” Casal, articulador da rebelião iniciada na quarta-feira contra a Conmebol, diz ter oferecido US$ 805 milhões pelos direitos de transmissão da Copa Libertadores e Sul-Americana em outubro de 2012 – contrato que seria US$ 430 milhões maior do que o atual, com a TyT. O acordo seria para 2015 até 2020. Com a recusa da entidade, Paco deu início a sua batalha, que se intensificou com a posse de Eugenio Figueredo, de quem é velho conhecido.

O empresário, dono da Gol TV com o ex-jogador Francescoli, contratou o advogado Jorge Pereira Shurman, para descobrir qual valor era pago à Conmebol pelos direitos. Ao fazer uma análise do balanço da entidade, eles procuraram os clubes para compartilhar as informações e ter apoio.

A posse do uruguaio Eugenio Figueredo, em abril deste ano, foi determinante para a movimentação de Casal. Figueredo, presidente da associação nacional durante vários anos, é criticado por uruguaios por ter afundado o futebol local e era com ele que o empresário fechava negócios de televisão.

– São interesses em comum. Que mal há? Se conseguirmos mudanças, todos sairão ganhando: clubes, jogadores e empresas. Tivemos acesso a esses números, fizemos relatório e procuramos os clubes para dividir com eles – disse Jorge Shurman, em defesa da atuação do empresário Paco Casal.

No Brasil e Argentina, porém, os clubes ainda mantêm certa distância da polêmica.

Academia LANCE!

No fim das contas, é positiva a mobilização
Por Fernando Trevisan
Especialista em gestão esportiva

O momento para que o futebol sul-americano tenha uma imagem melhor que a que temos hoje, porque, no fim das contas, isso impacta também no produto do futebol sul-americano.

Qualquer autoridade no cenário político funciona muito sob pressão, tanto na política do governo quanto na esportiva, por isso é fundamental a mobilização dos protagonistas para que sejam alcançadas as melhorias. Aparentemente, os jogadores e os clubes também começam a se conscientizar da sua relevância, do seu protagonismo e, portanto, do seu poder de exigir mudanças, exigir melhorias dos organizadores do espetáculo do futebol.

Então, independentemente das intenções políticas que possam haver nesta mobilização específica, no fim das contas, é positiva a mobilização em si para exigir mudanças que há tanto tempo a sociedade em geral espera do futebol brasileiro e sul-americano.

*Colaborou Amélia Sabino



  • HELIO

    se tiverem alguma duvida a respeito de valores, pergunta pro obama….

  • Felipe Ricco

    Positiva naquelas. Qualquer coisa que tenha o Andrés Sanches envolvido é de se desconfiar.

    • Caio

      hoje seu clube ganha mais dinheiro da tv (globo) graças a ele……

      • Victor Dunstan

        E PODERIA GANHAR MAIS SEM ELE,A RECORD OFERECEU +!!!

    • Vander

      O Andrés é uma pessoa inteligente e do bem, so fez coisas boas para o Corinthians, ao contrario de outras pessoas.

      • Charles

        Implodiu o clube dos 13, onde podia fazer vender um produto (CB) por um valor bem maior.
        Os clubes unidos poderiam cobrar muito mais, do que individualmente!

        • joe

          Clube dos 13 já não servia pra nada, tanto é que iriam vender o campeonato por apenas 100 milhões para ratear entre todos, hj só o Flamengo ganha isso sozinho.

    • Leandro

      Impressionante como o clubismo cega e emburrece.

  • BIDA TRAVECO PARACATU

    Eu acho que se o pessoal dansar uma arrocha tudo se incaixa.

  • quem deveria assumir a entidade sulamerica? os dirigentes cariocas em especial os do flamengo. sao especialistas em administrar, veja como os clubes do rio sao bem geridos..o andres nao é tao competente. so conseguiu alguns titulos sem nenhuma expressao no conrinthians, equilibou as dividas, aumentou o faturamento, mas sendo o corinthians nao foi algo tao dificil. nao e qualificado.

MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo