Fifa pode multar CBF mais duas vezes



A Fifa pode multar a CBF mais duas vezes por casos de doping. A entidade pediu o envio dos processo do meia Deco e do lateral Michael, ambos apanhados no primeiro semestre. O caso de Michael é o mais grave, uma vez que o exame ocorreu em maio e o caso não foi nem julgado na primeira instância do TRT-RJ. No dia 8, o STJD vai votar se requisita os casos para votá-los diretamente lá.

Sem ajuda
A federação mineira procurou cinco ministros nos últimos meses para tentar renegociar sua dívida, de cerca de R$ 30 milhões. Como a maior parte é com o INSS, a entidade buscou contatos especialmente com a pasta da Previdência. Mas o esforço foi em vão.

Esporte a motor
A Fiat entrou na disputa com a Chevrolet para patrocinar o Campeonato Mineiro a partir de 2014. A Chevrolet, da GM, foi a última parceira da federação, nos dois últimos anos. Antes da concorrente entrar na jogada, o plano da GM era de renovar por apenas mais um ano. A FMF deve escolher o vencedor até outubro.

Sem saída
A diretoria do Santos enfrenta um dilema. Conselheiros exigem que o segundo amistoso contra o Barcelona, no Brasil, seja cancelado para evitar novo vexame. A DIS, entretanto, irá cobrar na justiça parte da multa de 4,5 milhões de euros caso o jogo não ocorra, pela venda de Neymar.

Fora da meta
Com sete meses de existência, o Movimento Por um Futebol Melhor está abaixo da meta em descontos. O programa, idealizado pela Ambev, com dez empresas parceiras, tinha a meta de dar R$ 30/mês de “lucro” a cada torcedor. O valor, porém, é de R$ 10,20 no acumulado desde janeiro.

Reaproximação
Depois da final da Copa das Confederações, no Maracanã, o presidente da Ferj melhorou, pelo menos um pouco, sua relação com a oposição da CBF. Ele havia ficado com a imagem queimada depois de ter aceitado a alguns convites da atual gestão. Alguns cartolas disseram que Rubens Lopes reconheceu que errou.

Suspeito
A diretoria do São Paulo afirma que um sócio chamado Danilo, que é filiado à torcida Independente, foi o responsável pela entrada de membros da organizada no churrasco que acabou em agressão. Conselheiros da oposição e sócios que estiveram no evento negam a versão.

Ex-invencíveis
O UFC não irá renovar o contrato de Roger Gracie, que perdeu sua única luta. Criadora do UFC, a família Gracie, quase imbatível até os anos 90, não repete o sucesso desde que a empresa passou para as mão da Zuffa: foram quatro lutas, com lutadores diferentes, todas com derrotas contundentes.

Sinuca

O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, quer mudar o contrato com a Unimed, que acaba no fim do ano. Busca autonomia sobre o dinheiro posto pelo parceiro. Se Celso Barros perder a reeleição em março, um novo chefe da Unimed poderia asfixiar o Flu. Mas Barros já avisou que não aceita mudanças.

DE LETRA
“Se você olhar as finanças, até hoje está entrando receita da minha gestão”
Mustafá Contursi ex-presidente do Palmeiras.



  • lee

    caso de doping igual o do atacante tricolor deveria ter outro tipo d epunição. Tratamento em clinica e trabalho psicológico em cima do atleta. Se caisse na reincidência..aí..sim.

    Só acho que punir um jogador com um, dois anos…por uso de drogas que afetam um monte de pessoas no mundo inteiro é muito pesado.

MaisRecentes

Procurador do STJD não vê brecha para futura reclamação por causa do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Eurico exalta árbitro de vídeo no Brasileiro: ‘Antes tarde do que nunca’



Continue Lendo

Del Nero exige que Brasileirão tenha árbitro de vídeo na próxima rodada



Continue Lendo