Palmeiras prevê R$ 40 mi a descoberto



O Conselho de Orientação e Fiscalização do Palmeiras (COF) aprovou, anteontem, por unanimidade, o orçamento de 2013. A peça prevê, ao final dos 12 meses, um déficit de caixa de R$ 40 milhões – o que implica que o clube precisa arrumar esse dinheiro para honrar seus compromissos. O prejuízo contábil previsto é de R$ 5 milhões. A diferença se refere principalmente a dívidas passadas.

Investigação
A diretoria do Vasco deve criar uma sindicância para apurar denúncia de que o ex-presidente Eurico Miranda teria colocado entre 2 mil e 3 mil sócios laranjas para tentar vencer as próximas eleições. A mensalidade para o sócios é de R$ 30. Eurico nega as acusações.

Na gaveta
O presidente do Conselho do São Paulo, o desembargador José Carlos Ferreira Alves, arquivou o pedido de sindicância contra o presidente Juvenal Juvêncio, no episódio em que torcedores organizados participaram de churrasco no clube e agrediram membros da oposição. Novo pedido será apresentado nos próximos dias.

Debate
A próxima reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, em setembro, terá na pauta uma proposta de reforma estatutária visando democratizar a política do clube. Uma das medidas é o aumento em 100% do número de conselheiros eleitos. A proposta é assinada por só um conselheiro.

Novas regras
Representantes das três maiores comissões atléticas que regulam o UFC (Nevada, Nova Jersey e Ohio) preparam um pedido de mudança de regras. O projeto pede que joelhadas em um oponente caído no chão sejam legalizadas, e será apresentado às outras comissões no começo de outubro.

Importação
A Cruzada Vascaína, maior grupo de oposição do Vasco, está negociando com a Roland Berger uma reestruturação financeira do clube, caso vença as próximas eleições. A Roland Berger ganhou fama no futebol ao fazer a reestruturação do Borussia Dortmund, vice da Liga dos Campeões.

Pântano
Multinacionais interessadas em fazer negócios no futebol brasileiro, como patrocínios e gestão de arenas reclamam da falta de transparência no esporte, segundo empresas de consultoria financeira. Isso tem afastado potenciais investidores. As federações e CBF são as mais criticadas.

Captação
A Agência Superar, que divulgou estudo mostrando que as confederações brasileiras de esportes olímpicos não conseguem captar patrocínios privados, fechou contrato com três dessas entidades justamente para essa captação. O Instituto Superar tem mais de dez patrocinadores privados só para esportes paralímpicos.

Sirene
A ausência do presidente da CBF, José Maria Marin, do casamento da filha de Fernando Sarney, filho de José Sarney, no fim de semana, reacendeu rumores sobre seu estado de saúde. Mas seu estafe diz que seu problema é apenas ortopédico, na coluna. Ontem Marin, após 15 dias, deu expediente na CBF.

DE LETRA
“Conflito de interesse é ser conselheiro e executivo remunerado”
Júlio Casares, pré-candidato a presidente do São Paulo pela situação, criticando Marco Aurélio Cunha, da oposição, que acumulou os cargos entre 2008 e 2011.



  • flavio

    Nada de interessante. Quando não existem notícias do timão ninguém está nem aí!!

  • Thiago Ferreira

    Destaque para essa ultima frase do Casares. Falar em conflito de interesses, quando nomeiam o filho de Sócrates, remunerado?

MaisRecentes

‘Agressividade’ de Mattos no mercado rende brincadeiras nos bastidores



Continue Lendo

CBF planeja Seleção de Masters para 2018: projeto social e de imagem



Continue Lendo

CBF ‘absolve’ árbitro que não viu confusão Vizeu x Rhodolfo, mas STJD vai analisar



Continue Lendo