Nobre põe irmão de aliado em cargo



Luciano Paciello, irmão do líder de um dos maiores grupos da situação do Palmeiras – o Fanfulla, que possui oito cargos em diretorias – é o novo gerente financeiro do clube. O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, nega que haja confronto de interesses e se apoia na experiência em empresas internacionais do novo dirigente, que receberá um salário mensal de mais de R$ 35 mil.

Casuísmo
O governo do DF mudou a cobrança de aluguel do Mané Garrincha após fechar com o Fla acordo que infringia a regra. Esta cobrava 13% da renda até o sexto jogo e 15% dali em diante. Agora, clube que acertar pacotes com mais de quatro jogos também pagará 13%.

Errou o alvo
O Botafogo acertou com a Itaipava Pernambuco o aluguel de R$ 270 mil porque achava que reuniria 20 mil torcedores para a partida com Fluminense, no domingo passado. Mas o público acabou sendo de cerca da metade do esperado. A empresa não fixou um preço de aluguel para jogos.

Último suspiro
O Palmeiras não conseguiu fechar patrocínio para manter as equipes adulto e sub-20 do futebol de salão. O prazo dado pela diretoria termina nesta sexta-feira. Conselheiros ligados à modalidade admitem que só um milagre impedirá que as equipes sejam dispensadas.

Laudo fantasma
Ao menos os presidentes da CBV, da comissão antidoping e do STJD do vôlei leram o laudo do Ladetec que apontava concentração ilegal de um similar de cortizona na urina da atacante Natália, inocentada pelo STJD nesta terça-feira. Se a concentração fosse legal, o Ladetec nem poderia ter emitido laudo.

Demissão
O Santos decidiu nesta semana demitir o gerente de Marketing, Armênio Neto, mas ainda não o comunicou. No início do ano, Neto chegou a dizer que estava de saída, pois tinha proposta. Parte dos demitidos diz que foram vítimas de perseguição política. A diretoria alega corte de gastos.

Crise
Agentes de jogadores relatam dificuldades crescentes para conseguirem salários para seus representados nos níveis que havia no ano passado. Afirmam que até clubes considerados em boa situação financeira chegam a atrasar quase seis meses de direitos de imagem.

Tolerância zero
A Fifa tem feito cobrança frequentes à CBF sobre a situação de Deco e Carlos Alberto. Os meias do Fluminense e do Vasco foram absolvidos, depois de terem exames antidoping com resultado positivo. A entidade máxima do futebol afirma que pode levar o caso até a corte internacional do esporte.

Mudanças
O Fluminense não deve substituir Thiago Neves à altura. Mesmo pagando apenas a menor parte dos salários das principais estrelas, o clube não consegue ficar em dia. A venda de Wellington Nem, chamado pelo presidente Peter Siemsen de “futuro do Flu”, mostra a gravidade da situação do clube.

DE LETRA
“Agora, no Santos, o último que sair apaga a luz.”
Celso Leite, conselheiro, sobre a saída de diretores e membros do Comitê Gestor.



MaisRecentes

Globo vê obstáculos na ‘pressa’ da CBF para implantar árbitro de vídeo



Continue Lendo

Procurador do STJD não vê brecha para futura reclamação por causa do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Eurico exalta árbitro de vídeo no Brasileiro: ‘Antes tarde do que nunca’



Continue Lendo