À véspera do início da Copa das Confederações, Mané Garrincha recebe últimos retoques



A um dia da abertura da Copa das Confederações e do jogo de estréia, funcionários que trabalham na logística do Mané Garrincha correm contra o tempo para que o estádio fique em condições de receber o jogo de abertura, que será disputado entre Brasil x Japão.

Se no lado de fora do Mané Garrincha, na manhã desta sexta-feira, aconteceram protestos e paralisação no trânsito, dentro do estádio ocorre o contrário. Quem esteve nas instalações percebeu fiação ainda exposta, com funcionários fazendo reparos na iluminação dos acessos ao campo e à arquibancada. No vestiário que receberá a Seleção Brasileira, por exemplo, funcionários davam o último retoque no chão e lavavam a banheira onde jogadores irão relaxar.

Funcionários no gramado e nas arquibancadas poucos minutos antes do treino da Seleção (FOTO: Vanderlei Almeida/AFP)

Funcionários no gramado e nas arquibancadas poucos minutos antes do treino da Seleção (FOTO: Vanderlei Almeida/AFP)

Na parte interna do campo, nas arquibancadas, mais funcionários trabalhavam para que os torcedores se sintam confortáveis durante a partida e sintam o menor impacto possível causado por algumas determinações do “Padrão Fifa”, às quais os brasileiros não estão acostumados, como lugares marcados e obrigatoriedade de assistir ao jogo sentado.

Brasil e Japão se enfrentam neste sábado pelo jogo de estréia da Copa das Confederações, às 16h. A abertura oficial do torneio tem o início previsto para duas horas antes da partida.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo