À véspera do início da Copa das Confederações, Mané Garrincha recebe últimos retoques



A um dia da abertura da Copa das Confederações e do jogo de estréia, funcionários que trabalham na logística do Mané Garrincha correm contra o tempo para que o estádio fique em condições de receber o jogo de abertura, que será disputado entre Brasil x Japão.

Se no lado de fora do Mané Garrincha, na manhã desta sexta-feira, aconteceram protestos e paralisação no trânsito, dentro do estádio ocorre o contrário. Quem esteve nas instalações percebeu fiação ainda exposta, com funcionários fazendo reparos na iluminação dos acessos ao campo e à arquibancada. No vestiário que receberá a Seleção Brasileira, por exemplo, funcionários davam o último retoque no chão e lavavam a banheira onde jogadores irão relaxar.

Funcionários no gramado e nas arquibancadas poucos minutos antes do treino da Seleção (FOTO: Vanderlei Almeida/AFP)

Funcionários no gramado e nas arquibancadas poucos minutos antes do treino da Seleção (FOTO: Vanderlei Almeida/AFP)

Na parte interna do campo, nas arquibancadas, mais funcionários trabalhavam para que os torcedores se sintam confortáveis durante a partida e sintam o menor impacto possível causado por algumas determinações do “Padrão Fifa”, às quais os brasileiros não estão acostumados, como lugares marcados e obrigatoriedade de assistir ao jogo sentado.

Brasil e Japão se enfrentam neste sábado pelo jogo de estréia da Copa das Confederações, às 16h. A abertura oficial do torneio tem o início previsto para duas horas antes da partida.



MaisRecentes

Orçamento de 2018 está sob análise dos conselhos do Flamengo



Continue Lendo

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo