FIFA ‘gela’ Marin no jogo do Maracanã



O presidente da CBF, José Maria Marin, ficou quase esquecido no camarote oficial na reinauguração do Maracanã, no último domingo. Jerome Valcke, foi o membro membro da FIFA a trocar palavras com ele. Marin só não ficou sozinho durante o jogo porque grudou no governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Marin também conversou um pouco com o ex-presidente FHC.

Frito no Planalto
No governo federal, a orientação é evitar contato com José Maria Marin e Marco Polo Del Nero. No PT, a linha é a mesma. Alguns dirigentes esportivos ligados ao PT até faltaram à festa da FPF. O deputado Vicente Cândido, vice da FPF, foi à festa.

Momentos finais
Corinthians e Caixa vão oficializar na próxima semana o acordo de financiamento da arena. As partes ainda não enviaram os documentos ao BNDES. Quando recebê-los, o órgão analisará a operação em reunião de diretoria, mas caso os requisitos do Procopa estejam presentes, o processo deve ser finalizado rapidamente.

Disputa
A Zurich Seguros é uma das empresas interessadas nos naming rights da Arena Corinthians. A Itaipava não aceita oferecer mais de R$200 milhões e já desistiu do negócio há algum tempo. Cartolas do clube dizem que o acordo deve ser com uma empresa estrangeira. Um fundo do mundo árabe é o outro interessado.

Discrepância
O borderô de Santos e Flamengo, no Mané Garricha, diz que 990 torcedores pagaram R$ 200 para ver jogo de camarote, menos do que o ingresso de cadeiras inferiores, que custou R$ 220. A organizadora dos camarotes afirmou que o preço era em torno de R$ 1000.

Fome de dinheiro
Depois de a FPF receber R$ 200 mil da receita do jogo entre Santos e Fla, o presidente da Ferj, Rubens Lopes, resolveu que só liberaria o clube carioca para jogar em Santa Catarina, ontem, se tivesse 10% da renda total. Pelo regulamento, a Ferj tem direito a apenas 5%, mas alega que terá “gastos extras”.

Oposição rica
A pesquisa que o grupo de oposição do Palmeiras realizou com sócios e entregou ao presidente Paulo Nobre custou R$ 40 mil e foi parcialmente bancada por um empresário palmeirense que não é conselheiro. As entrevistas foram cara a cara e também mediram a aceitação de líderes políticos do clube.

Dando o troco
Irritada com as punições sofridas pela FPF, a Gaviões da Fiel tem se manifestado nos últimos jogos com uma faixa “contra a ditadura da FPF e da CBF”. Apesar da punição ter sido dada pela FPF a diretoria da organizada entende que ambas têm o mesmo controle.

Neymar
Conselheiros do Santos estão revoltados com a possibilidade de Neymar ter recebido dinheiro do Barça antes da final do Mundial de 2011. Dizem que, se o clube sabia, não deveria ter permitido. Se não sabia, tem obrigação de ir à Fifa. Vão cobrar uma posição na próxima semana em reunião do conselho.

DE LETRA
“O contrato chegou no COF. Que tem coisa, tem.”
Gilto Avallone, conselheiro do Palmeiras, sobre o contrato da venda de Hernán Barcos.



MaisRecentes

CBF começa treinar instrutores para curso do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Se estrear na próxima rodada, árbitro de vídeo não será para todos os jogos da Série A



Continue Lendo

Licenciamento vira argumento de CBF e clubes para minimizar liminar contra exigência de CND



Continue Lendo