FIFA ‘gela’ Marin no jogo do Maracanã



O presidente da CBF, José Maria Marin, ficou quase esquecido no camarote oficial na reinauguração do Maracanã, no último domingo. Jerome Valcke, foi o membro membro da FIFA a trocar palavras com ele. Marin só não ficou sozinho durante o jogo porque grudou no governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Marin também conversou um pouco com o ex-presidente FHC.

Frito no Planalto
No governo federal, a orientação é evitar contato com José Maria Marin e Marco Polo Del Nero. No PT, a linha é a mesma. Alguns dirigentes esportivos ligados ao PT até faltaram à festa da FPF. O deputado Vicente Cândido, vice da FPF, foi à festa.

Momentos finais
Corinthians e Caixa vão oficializar na próxima semana o acordo de financiamento da arena. As partes ainda não enviaram os documentos ao BNDES. Quando recebê-los, o órgão analisará a operação em reunião de diretoria, mas caso os requisitos do Procopa estejam presentes, o processo deve ser finalizado rapidamente.

Disputa
A Zurich Seguros é uma das empresas interessadas nos naming rights da Arena Corinthians. A Itaipava não aceita oferecer mais de R$200 milhões e já desistiu do negócio há algum tempo. Cartolas do clube dizem que o acordo deve ser com uma empresa estrangeira. Um fundo do mundo árabe é o outro interessado.

Discrepância
O borderô de Santos e Flamengo, no Mané Garricha, diz que 990 torcedores pagaram R$ 200 para ver jogo de camarote, menos do que o ingresso de cadeiras inferiores, que custou R$ 220. A organizadora dos camarotes afirmou que o preço era em torno de R$ 1000.

Fome de dinheiro
Depois de a FPF receber R$ 200 mil da receita do jogo entre Santos e Fla, o presidente da Ferj, Rubens Lopes, resolveu que só liberaria o clube carioca para jogar em Santa Catarina, ontem, se tivesse 10% da renda total. Pelo regulamento, a Ferj tem direito a apenas 5%, mas alega que terá “gastos extras”.

Oposição rica
A pesquisa que o grupo de oposição do Palmeiras realizou com sócios e entregou ao presidente Paulo Nobre custou R$ 40 mil e foi parcialmente bancada por um empresário palmeirense que não é conselheiro. As entrevistas foram cara a cara e também mediram a aceitação de líderes políticos do clube.

Dando o troco
Irritada com as punições sofridas pela FPF, a Gaviões da Fiel tem se manifestado nos últimos jogos com uma faixa “contra a ditadura da FPF e da CBF”. Apesar da punição ter sido dada pela FPF a diretoria da organizada entende que ambas têm o mesmo controle.

Neymar
Conselheiros do Santos estão revoltados com a possibilidade de Neymar ter recebido dinheiro do Barça antes da final do Mundial de 2011. Dizem que, se o clube sabia, não deveria ter permitido. Se não sabia, tem obrigação de ir à Fifa. Vão cobrar uma posição na próxima semana em reunião do conselho.

DE LETRA
“O contrato chegou no COF. Que tem coisa, tem.”
Gilto Avallone, conselheiro do Palmeiras, sobre o contrato da venda de Hernán Barcos.



MaisRecentes

Vitória de Mufarrej no Botafogo não significará troca de funcionários



Continue Lendo

Presidente do COB diz que entidade já mudou e pede: ‘Vejam com outros olhos’



Continue Lendo

Corinthians espera premiação do Brasileiro em dezembro



Continue Lendo