Marca Corinthians é a 19ª do mundo



A marca do Corinthians foi avaliada em U$ 103 milhões (R$ 215 milhões), segundo estudo da consultoria internacional BrandFinance. O valor cresceu 34% em relação a 2012 e fez o clube passar do 24º para o 19º lugar, o mais alto entre os clubes não europeus. A liderança foi para o Bayern (ALE), que chegou a  superar o Manchester United, líder do ano passado.
Brasileiros
A lista dos 50 clubes com as marcas mais valiosas do mundo tem cinco brasileiros. Além do Corinthians, Santos (38º), São Paulo (39º), Flamengo (45º) e Internacional (46º). O gaúcho foi o único com queda. Santos cresceu mais em percentual e Corinthians, em valor.
Sem fio
A decisão pela demissão de Muricy foi tomada após uma série de telefonemas entre os membros do Comitê de Gestão do Santos. A avaliação é de que  o ambiente no clube não estava bom e que o técnico tampouco estava satisfeito. O vice Odílio Rodrigues teve a missão de acertar a rescisão.
Espreita
A oposição do Flamengo decidiu esperar algumas semanas, antes de ir à carga contra a atual gestão. Se o time de futebol não reagir no Brasileiro, será o alvo. A oposição reconhece avanços na parte administrativa, mas cobra mais transparência. Paulo Pelaipe está na mira.
Pesquisa
A UVB, grupo político de Luiz Gonzaga Belluzzo no Palmeiras, divulga na segunda-feira uma pesquisa feita com associados do clube. Um dos pontos é sondar o o conhecimento dos sócios sobre as eleições diretas. O material será disponibilizado no site do grupo, para deixar claro que o estudo não foi financiado pelo clube.
Demorado
Quase seis meses depois de anunciar o começo das obras, o São Paulo ainda negocia com a Andrade Gutiérrez sobre a cobertura do Morumbi. O vice social e responsável pelo estádio, Roberto Natel, diz que ‘está tudo sendo feito com muita calma. O São Paulo nunca fez nada com pressa’.
Sem problemas
O imóvel oferecido pelo Corinthians para garantir o financiamento do BNDES está arrolado judicialmente pela Receita Federal, para garantir uma ação de R$ 27 milhões. O jurídico do clube garante que não há problema: a ação é contra uma revogação de isenção fiscal para clubes, e Goiás e Coritiba já venceram as suas.
No vermelho
O Vitória não foi o único clube a ter prejuízo na abertura do Brasileiro. A falta de estádios no RJ causou dano aos cofres do Fluminense. Ao mandar o jogo contra o Atlético-PR em Macaé, o Fluminense teve só R$ 36 mil de receita. As despesas foram o dobro, resultando em prejuízo de R$ 36 mil.
Insatisfeito
Semanas antes de selar sua ida para o Barcelona, Neymar já mostrava insatisfação com o enfraquecimento do elenco do Santos. A pessoas próximas, reclamou da falta de opções no elenco , quando comparado ao de rivais, e do excesso de responsabilidade sobre seus ombros no desempenho do time.
DE LETRA
“Ele ficaram pressionando para ter as licenças da Prefeitura. Quando saiu, não aconteceu nada”
Marco Aurélio Cunha, vereador e conselheiro do São Paulo, sobre a reforma do Morumbi.


  • Vinícius

    Olá, é preciso um pouco de conhecimento para fazer afirmações, apesar do Borderô do jogo Vitória x Inter apontar para um prejuízo, o mesmo não se reflete na realidade, já que o rubro-negro baiano fechou um contrato de 5 jogos com a administradora do estádio, uma cota fixa.

MaisRecentes

Conmebol anunciará veredito do Flamengo na segunda semana de janeiro



Continue Lendo

Presidência da Primeira Liga fica com o América-MG; vice é do Paraná



Continue Lendo

Botafogo recupera certificado de clube formador da CBF



Continue Lendo