Acuado na CBF, Marin falta a eventos



Pressionado por vários setores da sociedade, o presidente da CBF tem evitado sair a público. A assessoria tem recusado convites e cancelou a participação de José Maria Marin em eventos pelo Brasil. Ele não esteve na inauguração da Fonte Nova, nem em um evento Fifa na Bahia, e tampouco estará no lançamento do Anuário das Seleções, no dia 15. Em um ano de CBF, Marin não faltou a quase nenhum evento e viajava pelo país.

Leilão
A diretoria do Flamengo vai leiloar no próximo mês, três dos seis relógios Hublot, que foram devolvidos recentemente. A renda arrecadada vai ser usada para a construção do CT. Todos os relógios são usados e os três que não vão para a venda ficarão guardados no cofre do clube.

Resposta
A Netshoes nega a acusação de conselheiros de oposição de que há desabastecimento de produtos licenciados do Santos. A empresa afirma que, além das vendas online, oferece os produtos a todas as redes de varejo, e conversa diariamente com a Nike e com a diretoria para atender a demanda. Também diz que a parceria aumentou as vendas.

Devolução de CTs
Vereadores da Comissão de Política Urbana, Metropolitana e de Meio Ambiente de São Paulo pretendem negociar um acordo com o Palmeiras pela devolução do terreno do CT, na Barra Funda, antes do término da concessão em 2078. A ideia é oferecer um terreno em uma região mais afastada da cidade.

Concorrência
Conselheiros de oposição do São Paulo dizem que quem apoia o vice social Roberto Natel a suceder Juvenal Juvêncio se agradou com as críticas à viagem do diretor de futebol Adalberto Baptista, para correr a Porsche Cup. Natel é o preferido de Juvêncio, mas o crescimento de Baptista pode fazer o presidente mudar de ideia.

Vaga aberta
O Liverpool deixou a Adidas no meio da última temporada porque uma nova marca esportiva, Warriors, ofereceu cerca de R$ 80 milhões por ano num contrato de cinco anos, o dobro do que a Adidas pagava. Foi na vaga do Liverpool que o Flamengo entrou como um dos patrocinados top da marca alemã.

Novidades
Uma das marcas da Soccerex no Fórum Europeu, que acabou ontem em Manchester (ING), foi a presença de empresas que estão se lançando. Redes sociais, equipamentos de treinamento, produtos para criança, sistemas de auxílio a contratação de jogadores e até mecanismos financeiros estavam entre elas.

Treinamento
O Governo do Estado da Bahia está treinando ex-craques da região, como Beijoca (ex-Bahia) e Osni (ex-Vitória) para recepcionar os VIPS na Copa das Confederações e Copa do Mundo. Os ex-jogadores receberam aulas de inglês, espanhol, e foram orientados sobre como receber as pessoas, entre outras.

Nova profissão
Aos 62 anos, o ex-craque Kevin Keagan decidiu tentar a vida como pequeno empresário. Ele desenvolveu equipamento para treinamento de jogadores que consiste em chutar a bola numa tela com LEDS que acendem e ou apagam a cada impacto. Na Soccerex, ele mesmo atendia os interessados no produto.

De Letra
“Os jogadores brasileiros perderam a mística. Na minha época, não os víamos jogar. Depois que vieram para a Europa, viraram humanos.”
Kevin Keagan
, craque da Inglaterra nos anos 70 e 80



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo