Presidente do Santos pode não reassumir



Presidente licenciado do Santos, Luis Alvaro Ribeiro pode não reassumir mais seu mandato, previsto para terminar no fim de 2014. Embora Ribeiro continue confiante, amigos seus, de dentro e de fora do clube, acham que seu estado de saúde é incompatível com as exigências físicas e emocionais do cargo. Alguns até pediram a ele que reconsidere. Julgam que as próximas semanas serão decisivas para a questão.

Amistoso
A Federação Pernambucana de Futebol negocia com o Benfica (POR) para um jogo contra o Náutico no último evento-teste antes da abertura oficial da Arena Pernambuco. Caso os portugueses não aceitem ao convite, o plano B é fazer uma partida com alguma grande equipe brasileira.

Impunidade
O Palmeiras diz que enviou, mas a Federação Paulista de Futebol afirma que nem o presidente Marco Polo Del Nero nem o coronel Marcos Marinho receberam os nomes dos torcedores que agrediram a delegação alviverde em Buenos Aires. E quatro semanas depois da agressão, os responsáveis continuam impunes.

Fraque
O fracasso na tentativa de criar uma onda de apoio a José Maria Marin mostrou que o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, não tem tanta liderança sobre os colegas do Norte e Nordeste. Carvalho, da mesma forma que o paulista Marco Polo Del Nero, é visto com certa resistência, por um suposto tom impositivo.

Indefinição
O governo do Estado do Rio decidirá até o dia 21 de abril se pagará indenização aos proprietários das cadeiras perpétuas do Maracanã, que não poderão utilizá-las nos eventos Fifa. Na data anunciada ontem, além de uma entrevista coletiva, será anunciado o processo de distribuição das novas cadeiras aos proprietários.

Reformulação
A Caixa Econômica Federal promete fazer mudanças na Timemania. Diretores do banco têm conversado com os clubes e sinalizado que têm intenção de aumentar o prêmio e facilitar os jogos. O objetivo é atrair novos apostadores, já que ainda hoje, cinco anos depois do lançamento, o programa está aquém do esperado.

Curinga
Depois de anunciar que convidaria o deputado estadual Fernando Capez para comandar a área de segurança do torcedor na CBF, José Maria Marin pode lhe dar um cargo mais leve, o chefe de segurança no COL-SP. Capez já se antecipou e diz que aceita. Ele seria o responsável por monitorar de torcedores e prevenir violência.

Petit comitê
Um grupo de conselheiros do Botafogo tenta abortar a reunião que o presidente Maurício Assumpção chamou para discutir a situação do Engenhão. Assumpção chamou apenas os Grande Beneméritos e presidentes de poder, deixando mais de 80% do Conselho Deliberativo fora da discussão.

Persuasão
Conselheiros e ex-diretores do São Paulo tentam convencer Raí a disputar a sucessão de José Maria Marin na CBF, mas as primeiras conversas foram infrutíferas. Raí diz que não quer manchar sua carreira entrando na política do futebol, e prefere dedicar-se a outros projetos, como a Fundação Gol de Letra.

De Letra

“No momento, não interessa se são corintianos, torcedores, nem se tem antecedentes. São doze brasileiros presos sem nenhuma prova”
Fernando Capez, deputado estadual, sobre seu trabalho pela soltura dos corintianos presos em Oruro.



MaisRecentes

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo

Após confirmação de Valentim em 2019, goleiro Martín Silva deve sair do Vasco



Continue Lendo