Corinthians entra com recurso por patrocínio da Caixa



A Justiça Federal do Rio Grande do Sul recebeu na manhã desta quarta-feira um recurso do Corinthians contra a liminar que suspendeu os pagamentos referentes ao patrocínio da Caixa Econômica Federal. A iniciativa corintiana é contra a decisão no processo original, e não tem relação com o recurso similar movido pela Caixa, que ainda não foi julgado.

Nesta terça-feira, em entrevista ao LANCE!Net, o presidente do Corinthians, Mario Gobbi, expressou sua revolta com o processo, chegando a afirmar que “todos querem mamar nas tetas do Corinthians”.

De acordo com o advogado do clube no caso, Diogenes Mello Pimentel Neto, a peça não discute o mérito da questão:

– Não estamos discutindo o mérito, mas questões processuais. É questão processual a respeito do entendimento que teve o juiz, quando deferiu a liminar – explica.

Segundo Diogenes, como se trata de um recurso contra decisão liminar, de modo que o prejuízo às partes cresce na medida em que o tempo passa e os pagamentos seguem suspensos, o processo não deve demorar para ser julgado:

– Terá uma análise prévia, requer uma apreciação rápida. Não deve demorar – afirmou.



MaisRecentes

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo