Corinthians entra com recurso por patrocínio da Caixa



A Justiça Federal do Rio Grande do Sul recebeu na manhã desta quarta-feira um recurso do Corinthians contra a liminar que suspendeu os pagamentos referentes ao patrocínio da Caixa Econômica Federal. A iniciativa corintiana é contra a decisão no processo original, e não tem relação com o recurso similar movido pela Caixa, que ainda não foi julgado.

Nesta terça-feira, em entrevista ao LANCE!Net, o presidente do Corinthians, Mario Gobbi, expressou sua revolta com o processo, chegando a afirmar que “todos querem mamar nas tetas do Corinthians”.

De acordo com o advogado do clube no caso, Diogenes Mello Pimentel Neto, a peça não discute o mérito da questão:

– Não estamos discutindo o mérito, mas questões processuais. É questão processual a respeito do entendimento que teve o juiz, quando deferiu a liminar – explica.

Segundo Diogenes, como se trata de um recurso contra decisão liminar, de modo que o prejuízo às partes cresce na medida em que o tempo passa e os pagamentos seguem suspensos, o processo não deve demorar para ser julgado:

– Terá uma análise prévia, requer uma apreciação rápida. Não deve demorar – afirmou.



MaisRecentes

No Dia do Professor, COB abre inscrições para curso de iniciação esportiva



Continue Lendo

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo

Possibilidade de apoio de Euriquinho gera desconforto no grupo Sempre Vasco



Continue Lendo