Corinthians ameaça tirar arena da Copa



Se a verba do BNDES e das CIDs não for liberada nos próximos 15 dias, as obras da Arena Corinthians devem ser paralisadas e em seguida voltar ao projeto original, que não atende à Copa do Mundo. A Odebrecht avisou ao clube que não porá mais dinheiro na obra. Já foram gastos R$ 500 milhões, metade do seu caixa e metade de empréstimos-ponte. Clube e construtora já estudam como adaptar o que está construído ao estádio concebido em 2009. O Corinthians diz que não pode arcar com custos extras só para a cidade participar do evento da Fifa. O projeto original era de cerca de R$ 400 milhões.

Piscina verde
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, avisou à comissão técnica que fará reformas na Academia. Em especial, será construída uma piscina para trabalhos de fisioterapia, semelhante à que existe no CT vizinho, do São Paulo. Outras salas, inclusive do departamento médico também serão recuperadas e vão melhorar as condições.

No passarán
Conselheiros de situação do Corinthians estão se organizando para tentar barrar a reforma estatutária proposta por outra parte da situação. O alarme não é em relação ao chapão, que tem reprovação geral, mas pela criação de diretores remunerados e, principalmente, porque não querem que as propostas votadas em bloco.

No telhado
Apesar de terem barrado a perícia pedida pelo Ministério Público, Palmeiras e a construtora WTorre não se livraram do risco de ver as obras da Arena paralisadas. Num processo movido por um escritório de arquitetura, o juiz determinou outra perícia. Permitiu a continuidade da obra, mas deixou a interrupção em aberto.

Menos poder
O projeto de estatuto do Vasco que será votado neste ano pelo Conselho Deliberativo aumentará os poderes do Conselho Fiscal. Todas as decisões da diretoria que envolvam valores acima de R$ 1 milhão terão de ter parecer prévio do Conselho Fiscal. Esse teria sido o caso do recente acordo com

Catraca
O Cruzeiro se reunirá na semana que vem com os diretores da Minas Arenas para mostrar, mais uma vez, pedir a saída da Outplan, responsável pela venda e ingressos e controle de acesso. A diretoria do clube mineiro cogita o trabalho por conta própria, após sócios terem ficado sem ingresso em alguns jogos.

Lobby da Mancha
Conselheiros do Palmeiras se preparam para pedir, na próxima reunião do Conselho Deliberativo, que o presidente Paulo Nobre baixe o tom nos ataques às torcidas organizadas. Argumentam que o clube já conhece os responsáveis, e deve individualizar as críticas e punições para recuperar o apoio da torcida na disputa da Série B.

Tique-taque
O Fluminense entregou os documentos e o projeto do CT à Prefeitura do Rio e espera que a construção comece nos próximos meses. O processo agora está pela burocracia municipal. O prefeito Eduardo Paes disse que os quatro CTs vão sair. Mas é chance é reduzida de hospedarem seleções na Copa.

DE LETRA

“A aprovação das contas desta gestão é um tijolo no sapato da administração, com todos esses problemas”, Celso Leite, conselheiro do Santos, sobre a aprovação das contas do clube de 2012.



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo