Goiano pode chefiar arbitragem da CBF



Antonio Pereira da Silva, árbitro da Fifa nos anos 90, é a opção número 1 da CBF para comandar a arbitragem nacional. Em agosto de 2012, o goiano foi convidado mas recusou alegando problemas de saúde da mulher. O ex-bandeira Aristeu Tavares, que saiu ontem, foi a segunda opção. Desta vez, com a saúde da mulher resolvida, Pereira pode aceitar. A segunda opção é o chefe dos árbitros  de SP, Marcos Marinho. Leia mais na pág 28.

Aperto
O Jurídico do Fluminense tenta na Justiça liberar R$ 12 milhões da verba da Globo para pagar atletas e funcionários. Os salários estão atrasados há um mês. O clube obteve decisão favorável em 2ª instância, mas a verba ainda está penhorada. A diretoria propõe pagar R$ 1 milhão/mês para acertar as dívidas fiscais.

Fundo
O vice-presidente de reestruturação da dívida do Flamengo, Carlos Langoni, trabalha na montagem de uma empresa de investimento, similar à Teisa, do Santos, para captar recursos para o elenco. Estão sendo definidas as regras de governança da empresa, que servirá de base para um futuro fundo de investimento, que terá de passar pela CVM.

Voando
A Brahma negocia com a Gol a entrada no programa de descontos para sócios-torcedores. A TIM também está em tratativas. As conversas com as montadoras Fiat e Volks estão bem mais atrasadas. Em março os benefícios do Bradesco devem começar a valer. O prazo para começarem os descontos da Netshoes é hoje.

Até na morte
O Corinthians já possui um terreno ao lado do novo estádio em Itaquera para construir seu cemitério. O projeto inicial prevê que os jazigos sejam disponibilizados apenas para os associados. A decisão é parte de estratégia para incentivar a associação ao clube. O slogan do projeto será “Corinthians para sempre”.

Caixa
O Palmeiras enviou ontem uma proposta comercial para a Caixa. Por ora,  ela não tem valores, o clube fez uma apresentação com números de visibilidade e das propriedades de patrocínio que estão à venda. O Palmeiras negocia também com pelo menos mais duas empresas, de outros segmentos. A Caixa ainda não enviou resposta.

Série B
Cada clube da Série B vai receber R$ 3 milhões da CBF pela participação. Em 2012, eles receberam R$ 2 milhões e, em 2011, R$ 800 mil. Apenas Palmeiras e Sport não ganham os bônus, já que têm contrato direto com a Globo. O campeão vai ganhar R$ 400 mil. A CBF vai investir ao todo R$ 85 milhões na competição.

Outro lado
O diretor geral do Vasco, Cristiano Koehler, disse que o clube não tem como buscar patrocínios de estatais por causa de dívidas fiscais. As partes só negociam a rescisão do contrato atual. A informação de que o Vasco iria buscar um novo acordo com a Eletrobras partira do próprio clube, de um vice-presidente que está de saída.

Informação vital
O presidente da CBF, José Maria Marin, decidiu demitir Aristeu Tavares do comando do apito nacional ao ouvir do corregedor, Edson Resende,  que não recebera denúncias de corrupção contra árbitros. Tavares caiu após um jornal de Goiás publicar suposta declaração dele de que havia denúncias.

DE LETRA
“Eu me imagino presidente de uma multinacional, estudando patrocinar o Palmeiras… É muita encrenca!”
Wlademir Pescarmona, conselheiro da oposição do Palmeiras.



  • JONATHAN

    UNIMED, AJUDA O FL0RM3N3NSE AÍ!

  • NEOROTICOZ

    VERGONHA. SERIE B valendo 85 milhões,se fizerem licitaçao consegiriam um dinheiro mais decente para os clubes

  • Esse Pescarmona é um FANFARRÃO só fala M………A!!!!!, é outro velho CARCAMANO.

MaisRecentes

Procurador do STJD não vê brecha para futura reclamação por causa do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Eurico exalta árbitro de vídeo no Brasileiro: ‘Antes tarde do que nunca’



Continue Lendo

Del Nero exige que Brasileirão tenha árbitro de vídeo na próxima rodada



Continue Lendo