A 10 meses do Mundial de Clubes, agência já fez reservas para Marrocos



A Libertadores ainda nem começou para todos os clubes brasileiros, mas a CVC já se organiza para oferecer pacotes para a final do Mundial de Clubes no Marrocos, em dezembro.

Depois de levar cerca de 2 mil corintianos para o Japão no ano passado, através da Vai Corinthians, a operadora de viagens gostou do mercado e reservou aproximadamente 600 quartos de hotel no país dos jogos e centenas de assentos em companhias áreas.

De acordo com a CVC, o preço de cada pacote vai custar pouco mais da metade da viagem ao último Mundial. O valor médio deverá ficar em cerca de U$ 3.500,00 (R$ 6.800,00).

– O preço da hotelaria no Japão é muito alto. O Marrocos tem uma disponibilidade de hotéis gigantesca e lá vai ser baixa temporada. Tudo isso faz o preço cair. – explicou o gerente de novos negócios da empresa, Bruno Affonso.

Seis clubes brasileiros disputam a Libertadores neste ano: Corinthians, Fluminense, Atlético Mineiro, Grêmio, Palmeiras e São Paulo. A CVC é a operadora oficial do Corinthians e está prestes a anunciar parceria com o Palmeiras, segundo a De Prima apurou.

Com as reservas feitas, fica faltando para a CVC que algum clubes brasileiro, especialmente os que têm contrato com a empresa, seja campeão da Libertadores e garanta a vaga no Mundial. Sobre o risco de isso não acontecer, Bruno Affonso diz que a operação não é nada diferente do que a operadora já está acostumada.

– Vivemos desses riscos. Compramos antes de o consumidor pensar em comprar. Já faz parte do nosso business. Com reservas feitas agora, conseguimos pagar a metade do preço muitas vezes e aumentar nosso lucro ou diminuir os preços.

Em relação aos hotéis, a preocupação é menor, já que um cancelamento não precisa ser feito com tanta antecedência. Mas o caso das companhias aéreas é diferente. A CVC precisa confirmar as reservas antes mesmo da final da Libertadores, cerca de cinco meses antes do Mundial.



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo